Identificadas as 13 primeiras vítimas da enchente em Muçum

São 41 mortes em todo o Estado

Publicado por
22:20 - 07/09/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Identificadas as 13 primeiras vítimas da enchente em Muçum

Foto: Prefeitura de Muçum / Divulgação / CP

A informação sobre as primeiras 13 vítimas identificadas em Muçum foi prestada pela Assessoria de Imprensa do município, que divulgou o nome de 10 pessoas que residiam no município e três que se encontravam na Princesa das Pontes no momento da tragédia.

Moradores de Muçum
Sebastião Nunes de Oliveira (60), centro;
Claire Bonatto (87), centro;
Vagner Lourenzi (43) e seu pai Danilo Lourenzi (71), centro;
Maximiliano Ricardo Pietta (46) e seu pai Álvaro Pietta (75), centro;
Zilda Bonatto Amaral (91), centro;
Hedy Cattaneo (87), centro;
Evandro Bertoldi (67), centro;
Genecilde de Freitas (52), bairro São José;

De outras cidades
Leoardo Menegildo (43), Canoas;
Sueli Baldo Pereira (84), Bento Gonçalves;
Leda Ana Spessatto (65), Encantado.

Sobe para 41 o número de mortes por chuvas, com alta expressiva de 25 desaparecidos no RS

A tragédia das enchentes no Rio Grande do Sul teve aumento no número de mortes, conforme boletim da Defesa Civil divulgado no fim da tarde desta quinta-feira. São 41 óbitos confirmados, com a área mais afetada no Vale do Taquari.

Até o momento, 3.037 vítimas foram resgatadas, com 2.944 desabrigados e 7.607 desalojados. No total, ao menos 122.992 moradores foram afetados pelos danos das enxurradas, com 43 feridos em 83 municípios afetados.

O subcomandante geral da Brigada Militar, Coronel Douglas, comentou nessa quarta que a previsão de chuva hoje preocupa mais pelos possíveis acumulados nas bacias do rio do Sinos e do Gravataí. Ao detalhar os trabalhos de resgate e de apoio às vítimas das enchentes, ele afirmou que a área castigada no Vale do Taquari não deve ter agravamento por conta de precipitação.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp