Homem mata mulher, oculta corpo em matagal e incendeia carro em Caxias

Um caso de desaparecimento de casal se tornou em mais um feminicídio em Caxias do Sul. A atuação do Instituto…

Publicado por
22:27 - 29/12/2020

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Um caso de desaparecimento de casal se tornou em mais um feminicídio em Caxias do Sul. A atuação do Instituto Geral de Perícias (IGP) e Polícia Civil conseguiu desvendar o crime que culminou com a morte de Maria Dalila Oliveira Moura, de 38 anos, na madrugada desta terça-feira (29). O companheiro de Dalila, apontado como autor do crime, foi preso.

Maria Dalila havia sido vista pela última vez online no Whatsapp às 23h15min do último sábado (26). Depois disso, sem mais informações. O mistério preocupou familiares que, por meio das redes sociais, buscavam detalhes que pudessem indicar o paradeiro da mulher. Mas, não havia sido um “simples desaparecimento”. A vítima foi assassinada dentro de casa e teve o corpo jogado em um matagal.

Conforme a investigação, Dalila estava em casa com o companheiro. Ela residia na rua Farrapos, no bairro Exposição. Ali, teria ocorrido o crime. A causa da morte da vítima de acordo com a perícia foi um Traumatismo Crânio Encefálico (TCE). O principal suspeito, companheiro da vítima, colocou o corpo da mulher no carro e jogou no mato, por baixo de folhagens, na Estrada Municipal José Casal, em São Luiz da Nona Légua, interior de Caxias.

Após isso, ele ateou fogo no carro para tentar apagar as evidências da brutalidade e atentou contra a própria vida. Ele foi preso em um hospital da cidade e, conforme a polícia, indicou o local onde havia ocultado o corpo de Dalila.

O caso segue sob investigação da Polícia Civil.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp