Homem é condenado a 32 anos de prisão por matar ex-companheira na frente dos filhos em Vacaria

O acusado matou Samara da Silva Amaral, de 22 anos, no dia 28 de março do ano passado

Publicado por
10:04 - 27/04/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Homem é condenado a 32 anos de prisão por matar ex-companheira na frente dos filhos em Vacaria

Foto: MPRS/Valdir Boschi / Rádio Esmeralda

A justiça condenou um homem a cumprir 32 anos de prisão pelo crime de feminicídio em Vacaria. O julgamento ocorreu nesta sexta-feira (26). O Ministério Público do Rio Grande do Sul acusou o indivíduo, de 33 anos, pelo crime ocorrido no dia 28 de março do ano passado. Na ocasião, o criminoso matou Samara da Silva Amaral, de 22 anos, na frente dos filhos.

Inicialmente, o preso cumprirá pena em regime fechado. Conforme o promotor Raynner Sales, que atuou em plenário, o feminicídio envolveu, também, a questão de gênero. “O acatamento integral do pedido de condenação feito pelo MPRS, baseado nas provas existentes nos autos, reflete o comprometimento da comunidade no combate à violência doméstica e familiar contra a mulher. E eleva o nível de proteção às vítimas, já que demonstra que ações de tamanha barbárie não serão toleradas em Vacaria”, disse Sales.

Durante o Tribunal do Júri, uma testemunha informou que um dos filhos da vítima teve diversos traumas psicológicos e costumava desenhar a cena do crime. O promotor destaca que o juiz Fernando Gustavo Meireles Baima considerou este fato para fixar a pena do réu na sentença.

DENÚNCIA

Conforme a denúncia oferecida ao Poder Judiciário em abril de 2023, pelo promotor de Justiça Damasio Sobiesiak, o homem, de 33 anos, não aceitava o fim do relacionamento e, na ocasião, invadiu a casa de Samara, desferindo vários golpes com uma arma branca. O indivíduo cometeu o crime na frente dos dois filhos da vítima, de três e cinco anos de idade. Depois do feminicídio, ele fugiu do local.

Fonte: MPRS

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp