Hemocentro de Caxias recebe equipamento que facilita a doação de plaquetas

O Hemocentro Regional de Caxias do Sul (Hemocs) realizará, na próxima sexta-feira (14), às 9h, uma solenidade para marcar seus…

Publicado por
10:29 - 12/12/2018

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

O Hemocentro Regional de Caxias do Sul (Hemocs) realizará, na próxima sexta-feira (14), às 9h, uma solenidade para marcar seus 21 anos de funcionamento e comemorar a estreia do novo equipamento de aférese, que facilitará a doação de plaquetas. O aparelho foi doado pelo Rotary Club de Caxias do Sul – Imigrante, entidade com atuação internacional dedicada a causas humanitárias.

A aférese é o processo pelo qual o sangue é retirado de um indivíduo, doador ou paciente, com a separação de seus componentes por um equipamento próprio, retendo a porção que se deseja e devolvendo os demais componentes a quem estiver doando ou recebendo o sangue. No Hemocs, a máquina é utilizada exclusivamente para a extração de plaquetas.

A vantagem da coleta por aférese é que a quantidade de plaquetas obtida por esse método é superior à doação convencional. Com uma única doação de plaquetas por aférese, é possível obter uma dose completa para transfusão de um paciente adulto, enquanto seriam necessários de seis a oito doadores pelo método tradicional.

Carolina Karam Brum, diretora do Hemocs, afirma que o serviço já possuía um equipamento para aférese. Porém, a nova tecnologia aprimorará ainda mais o processo.

“Entre as melhorias, estão a redução do tempo de coleta de duas horas para uma, em média; um software mais moderno, que proporciona maior segurança aos funcionários no processo de trabalho e maior clareza sobre a coleta ao doador e menor uso de anticoagulantes, diminuindo possíveis efeitos colaterais inerentes a esse tipo de processo”, explica.

Desde 21 de julho de 1999, data da primeira aférese feita no serviço, já foram realizados 2.280 procedimentos desse tipo. O Hemocs tem 101 doadores de plaquetas cadastrados em seu sistema. O equipamento doado pelo Rotary Club de Caxias do Sul – Imigrante é avaliado em cerca de R$ 200 mil. A entidade também doou ao Hemocs duas poltronas de coleta, avaliadas em R$ 1,2 mil cada uma.

Para doar plaquetas é necessário já ser doador de sangue. Além dos requisitos básicos para ser doador pelo método convencional (abaixo), a pessoa precisa ter um bom acesso venoso, volume corporal adequado e boa contagem de plaquetas. A diretora Carolina Brum explica que esses requisitos são avaliados pela equipe do Hemocs. “No momento em que o doador voluntário de sangue passa pela triagem e identificamos a possibilidade de ele também doar plaquetas pelo método de aférese, o convidamos a já se cadastrar para isso.

Como o procedimento leva cerca de uma hora, a doação é agendada pelo Hemocs, quando necessário. Por isso, é fundamental o doador deixar um telefone atualizado para contato”, esclarece.O intervalo mínimo entre uma doação de plaquetas por aférese e outra é de 48 horas, no máximo quatro vezes por mês e 24 vezes ao ano.

Requisitos para ser doador de sangue

– Ter de 18 a 69 anos, 11 meses e 29 dias. A primeira doação deve ser antes dos 60 anos;
– Doadores com idade de 16 e 17 anos são aceitos para doação mediante a autorização formal dos pais e/ou responsável legal, acompanhado de cópia da carteira de trabalho ou cópia da identidade do responsável;
– Pesar mais de 50 kg;
– No dia da doação, é necessário apresentar documento oficial de identidade com foto.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp