Hemocentro de Caxias do Sul precisa de doações de sangue com urgência

Os tipos sanguíneos em maior escassez são O positivo e A negativo

Publicado por
14:37 - 01/06/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

(Foto: Maicon Duarte / Divulgação)

O Hemocentro Regional de Caxias do Sul (Hemocs) está precisando de doações de sangue, visto que o estoque está bastante reduzido, o que dificulta o atendimento a pessoas que se encontram doentes ou hospitalizadas. O maior problema é com a situação dos tipos de sangue O positivo e A negativo. Do O positivo, que o mínimo recomendado seria a unidade ter 105 bolsas, nesta quarta-feira só havia 42 disponíveis. Em relação ao A negativo, a realidade é pior. De um mínimo de 11 bolsas, o estoque possui apenas quatro.

O diretor técnico do Hemocs, Roque Lorandi, ressalta que o Hemocentro atende a 49 municípios, incluindo Caxias. Essas cidades envolvem cerca de 1,2 milhão de habitantes, os quais acabam impactados pela carência de sangue e podem colaborar como doadores ou divulgando que o Hemocs precisa de doações. “Chega ao ponto de termos que escolher quem recebe o sangue porque temos tão pouco. Necessitamos de sangue porque daqui um pouco é um familiar que estará precisando”, ilustra o diretor, convidando a população a ser solidária e se deslocar até o Hemocs para doar.

As doações de sangue no Hemocentro ocorrem mediante agendamento pelo WhatsApp (54) 98418-8487. Mais informações sobre quem tem possibilidade de doar sangue e como deve efetuar esse ato podem ser obtidas pelos telefones (54) 3290-4543 e (54) 3290-4580. O Hemocs atende de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, sem fechar ao meio-dia, e aos sábados, das 8h até as 12h, na rua Ernesto Alves, 2.260, ao lado da UPA Central.

Fonte: Correio do Povo

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp