Governo do Estado lança monitor de estiagem

Plataforma concentra diversos dados sobre o cenário da seca e ações do governo, possibilitando gestão orientada por evidências

Publicado por
14:42 - 06/03/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Governo do Estado lança monitor de estiagem

Reprodução

O governo do Estado levou ao ar neste domingo (5) a página do Monitor da Estiagem para acesso de toda a sociedade. O site – proclima2050.rs.gov.br/monitorestiagem –, que teve uma primeira versão ainda teste apresentada pelo governador Eduardo Leite para a imprensa no mês de fevereiro, recebeu melhorias e novo layout.

O monitor dispõe de informações sobre a situação da estiagem no Rio Grande do Sul em tempo real, análise climática e lista investimentos e ações realizadas pelo governo, possibilitando a gestão orientada por dados e evidências. “Este é um dos produtos que serão entregues à sociedade gaúcha dentro do programa Supera Estiagem. São iniciativas que caracterizam a nova forma do governo tratar o problema da falta de chuvas, com um olhar permanente, a fim de minimizar os efeitos pontuais. O monitor reúne informações das variações de disponibilidade hídrica e seus prejuízos, as ações governamentais, possibilitando a revisão de iniciativas e proposições mais assertivas”, reforçou a secretária do Meio Ambiente e Infraestrutura, Marjorie Kauffmann.

O desenvolvimento do monitor foi coordenado pela Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), com colaboração da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação (Seapi), Secretaria do Desenvolvimento Regional (SDR) e da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil. As melhorias foram implementadas pela Codex, especialista em soluções de gestão e análise de informação.

“A divulgação de informações claras e tempestivas acerca da atuação do Estado é o accountability para com a sociedade na medida em que o monitor apresenta o tema de forma multifatorial, em tempo real, sobre as condições climáticas e as ações do Estado, propiciando aos gestores públicos a sinergia em ações de prevenção, preparação e resposta nas decisões imediatas e ao planejamento de médio e longo prazo”, aponta o secretário da Casa Militar e coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil, coronel Luciano Boeira.

A plataforma teve como base três pilares: informações espaciais, com a geoespacialização de todos os municípios que estão em situação de emergência; padronização e análise de dados; e disponibilização das informações de forma intuitiva e objetiva. O monitor também disponibiliza links para ferramentas externas, como a Sala de Situação e o Sistema de Monitoramento e Alertas Agroclimáticos (Simagro-RS).

O titular da Seapi, Giovani Feltes, ressaltou que essa é uma ferramenta que dá transparência aos dados e, ao mesmo tempo, traz informações úteis para a sociedade. “Os dados gerados por meio do Simagro-RS, também disponíveis no monitor, dão suporte ao produtor rural para o planejamento de suas atividades dentro das propriedades”, enfatiza Feltes.

 

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp