Festa de Abertura da Vindima de Monte Belo do Sul promove volta às origens em sua oitava edição

A programação contará com diversas atrações entre os dias 25 e 28 de janeiro de 2024

Publicado por
08:15 - 12/01/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

(Foto: Rodrigo Conci/ FEAVI)

Mais tradicional encontro voltado a promover a cultura da uva e do vinho em Monte Belo do Sul, a Festa de Abertura da Vindima vai celebrar suas origens na oitava edição do evento, entre os dias 25 e 28 de janeiro de 2024.

A novidade foi anunciada nesta quinta-feira, durante a divulgação dos atrativos da festa, que volta a concentrar sua programação no centro do município. A maior parte da agenda se concentrará na Rua Sagrada Família, no trecho em frente à prefeitura, ponto histórico no qual a festa abria a programação da Festa Nacional do Vinho (Fenavinho), de Bento Gonçalves – cidade da qual Monte Belo do Sul se emancipou em 1992.

Outras atividades vão ocorrer na Rua Arthur Beltrame, no Salão Paroquial e na Praça Padre José Ferlin, bem como em seu entorno. A migração do evento para a área central de Monte Belo – na última edição, em 2018, ele ocorreu numa região mais afastada –, além de atender a um aspecto ancestral do encontro, pretende oferecer uma segurança extra aos visitantes. A ideia é impedir que a ocorrência cada vez mais constante de eventos climáticos extremos prejudiquem a experiência de quem estiver visitando Monte Belo. “Vamos estar mais próximos de toda a infraestrutura pública do município”, diz o prefeito, Adenir José Dallé.

A nova edição da Festa da Abertura da Vindima chega com uma expectativa acumulada de seis anos após a realização da última edição. Por isso, o encontro foi planejado para, em quatro dias, condensar toda riqueza cultural e econômica do belo município serrano, que conserva não só a vida simples de sua típica comunidade rural, como também os cenários de um vilarejo que guarda semelhança com o de regiões do norte da Itália, de onde veio grande parte das famílias colonizadoras da região.

 

Desfile alegórico, pisa de uva e show internacional

É nesse lugar quase cênico que estará retratada, por meio das atrações da festa, a vida das pessoas de Monte Belo. Isso poderá ser visto por todos os ambientes da festa, mas será na Rua Arthur Beltrame que ele aparecerá de modo mais intenso.

No logradouro do antigo pórtico do município, ocorrerá o aguardado desfile de carros alegóricos, considerado o ápice do evento. A ocasião reúne as comunidades de Monte Belo para que exibam suas trajetórias e seus costumes, baseados no legado deixado pelos imigrantes italianos que colonizaram a região. O desfile ocorrerá no domingo, dia 28 de janeiro, no sentido pórtico-praça, às 14h. “A riqueza da nossa gente é a nossa história, a história de quem construiu essa comunidade. Por isso, nos preocupamos em resgatar algumas origens, tanto da festa em si quando da imigração, com a ideia de buscar e valorizar a essência desse grande acontecimento para nossa comunidade que é a vindima”, ressalta o secretário municipal da Cultura e Turismo, Alvaro Manzoni.

(Foto: Divulgação/ Feavi)
(Foto: Divulgação/ Feavi)
(Foto: Divulgação/ Feavi)
(Foto: Divulgação/ Feavi)
(Foto: Divulgação/ Feavi)

Na Rua Sagrada Família, coberta por uma estrutura de lona e onde acontecerá a maior parte do evento, como as apresentações artísticas, incluindo o show do Nenhum de Nós (dia 26) e a performance internacional da cantora italiana Mafalda Minnozzi no encerramento do evento (veja programação abaixo), estará uma das novidades dessa edição, a pisa de uvas. Numa mastela de três metros de diâmetro, os visitantes poderão viver uma tradição dos primeiros imigrantes, que extraíam o sumo das uvas pisando sobre elas, a fim de elaborar o próprio vinho.

Cia Burzum
Danças Alemãs Bergtal
Grupo Ballo D'Italia
Grupo Sanfonaço
Mafalda Minozzi
Matheus e Mathias
Nenhum de Nós
Os Atuais
Os Monarcas
Ragazzi Dei Monti
The Travellers Country Rock
Banda Alma Nova

Um outro objeto icônico da cultura vitivinícola também será utilizado para abrigar outros atrativos do evento. Oito antigas pipas de madeira, utilizadas para armazenamento do vinho, servirão de ornamento para hospedar importantes mostras temáticas. Parte delas estará ocupada com exposição das uvas cultivadas no município. Ao todo, cerca de 100 variedades estarão à mostra. A outra parte guardará um pouco da memória da festa, com a exibição dos trajes utilizados por ex-soberanas do evento, inspirados na importância da uva e do vinho para a economia do município.

É direto de uma pipa, ainda, que os visitantes poderão se abastecer de sucos e vinhos, que serão comercializados durante a festa. Já as uvas, recém-colhidas, serão oferecidas de graça aso visitantes. Nesse clima hospitaleiro, ocorre a ExpoMonte, feira multissetorial formada em sua maioria por empreendedores locais. O espaço reunirá vinícolas, restaurantes, tanoarias, produtos da agroindústria familiar, artesanato, entre outros itens com a assinatura do município – mais de 70% dos participantes são originários de Monte Belo. Assim, o público poderá apreciar a famosa gastronomia do lugar na companhia dos destacados rótulos de vinhos e espumantes elaborados no município que contam, desde 2013, com o reconhecimento de Indicação de Procedência.

 

Feira deve movimentar mais de R$ 1 milhão

A vitivinicultura, por sinal, é a base da economia de Monte Belo do Sul, cuja população é de 2,5 mil habitantes (Censo, 2022). Conhecido por ser o maior produtor per capita de uvas viníferas da América Latina (16t per capita/ano), aquelas utilizadas para vinhos finos, o município detém 80% da área delimitada da IP Monte Belo (56,09 km²) – o restante está localizada em pequenas porções de terras de Bento Gonçalves e de Santa Tereza.

(Foto: Feavi/ Divulgação)

A uva é maior cultura agrícola cultivada no município, respondendo por 86,3% do total, de acordo com o Perfil das Cidades Gaúchas, do Sebrae. Por isso, a Festa da Abertura da Vindima reserva parte de sua programação para valorizar e promover a agricultura do município. Também na Rua Sagrada Família, haverá exposição de máquinas e equipamentos agrícolas, enquanto no andar superior do Salão Paroquial ocorrerá, no dia 27 de janeiro pela manhã, a quarta edição da Jornada Rural, realizada em parceria com a Emater.

Essas capacitações evidenciam a preocupação da Prefeitura de Monte Belo do Sul em atualizar os produtores rurais, que também se dedicam, em menor escala, a culturas como as do milho, da laranja, da tangerina e da cebola, para estarem mais próximos das novas tecnologias e das modernas técnicas de manejo no campo. “A agricultura é o que movimenta o nosso PIB, então a festa e todas as suas atividades estão ligadas a essa importante atividade econômica. Com esse movimento, reforçamos as convicções na vocação agrícola do município, valorizando os produtores rurais e promovendo o desenvolvimento da qualidade dos cultivares, o que fomenta, como consequência, o desenvolvimento socioeconômico de Monte Belo”, analisa o prefeito.

Em meio à agenda de conteúdo do evento e das demais programações, a Festa de Abertura da Vindima ainda trará outras atividades. Na praça, haverá duas atividades de cunho recreativo, um espaço para a criançada brincar e um torneio de bochas (modelo 48), no dia 27, nas categorias masculino e feminino. Nessa modalidade, o jogador precisa arremessar uma bocha a fim de acertar outras cinco que estão posicionadas num cepo – cada uma vale diferentes pontos, sendo a mais valiosa a do centro, e quem fizer mais pontos, vence.

Os atrativos anunciados nesta quinta-feira fazem parte de um movimento da festa que se iniciou no dia 19 de maio, com a escolha da corte que representa a festividade. Desde então, a rainha Giovanna Bombassaro e as princesas Daiana Picoli Lovisa e Alexia Pilonetto são a cara do evento, representando toda expressividade da mulher monte-belense. São elas as responsáveis por saudar o público e dar as boas-vindas a um 2024 que colocará Monte Belo, novamente, como um dos principais destinos turísticos da Serra gaúcha.

Serviço
O quê: 8ª Festa de Abertura da Vindima
Quando: de 25 a 28 de janeiro de 2024
Onde: ruas centrais de Monte Belo do Sul
Quanto: entrada franca

Programação artística

25/01/2024 (quinta-feira)

18h – Show Família Almeida

19h – Abertura Oficial

20h30 – Pisa da Uva – Edição especial às Soberanas e Autoridades convidadas

22h – Show Os Monarcas

 

26/01/2024 (sexta-feira)

14h – Tarde da Melhor Idade – Show Banda Nova

16h – Pisa da Uva

18h – Show Grupo Acordes

19h – Show Grupo de Danças Rastros do Tempo

19h30 – Show Pagode do Feijão

21h – Pisa da Uva

22h – Show Nenhum de Nós

 

27/01/2024 (sábado)

12h – Show Corais locais

13h – Show de Danças – Grupo Alemão Lustige Volkstanzgruppe Bergtal

13h45min – Pisa da Uva

14h30 – Tarde Infantil – Espetáculo Circense Cia Burzum

17h – Pisa da uva

17h30 – Show Ragazzi Dei Monti

19h – Show de Danças Italianas com Ballo D’Italia

20h – Show Banda Alma Nova

22h – Pisa da uva

22h30 – Show Matheus e Mathias

00h – DJ Gustavo MK

 

28/01/2024 (domingo)

09h – Missa de Ação de Graças pela Safra da Uva

11h – Grupo Vicentino

12h – Show Grupo The Travellers

14h – Desfile de Carros Alegóricos

15h30 – Show Grupo Sanfonaço

17h – Grupo de Danças Picolli Balerini

17h15 – Show com Os Atuais

19h – Pisa da Uva

19h30 – Show internacional de encerramento Mafalda Minnozzi (Itália)

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp