Famílias do interior de Vila Cristina, em Caxias do Sul, recebem orientações sobre encaminhamentos de benefícios

Demais localidades do interior também serão visitadas pelas equipes da Prefeitura nos próximos dias

Publicado por
14:01 - 30/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Famílias do interior de Vila Cristina, em Caxias do Sul, recebem orientações sobre encaminhamentos de benefícios

Foto: Gabriela Rossetti/ Divulgação

Representantes da Prefeitura e do Sebrae RS visitaram agricultores no interior de Vila Cristina, em Caxias do Sul, na quarta-feira (29), com o intuito de propor ações e realizar o encaminhamento que auxiliará esses produtores na reconstrução dos espaços atingidos pela enchente ocorrida no início desse mês. Estiveram presentes o titular da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Inovação (SDEI), Jorge Catusso, os diretores da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA), Rudimar Menegotto e João Uez, o engenheiro agrônomo responsável pela região, Dalcionei Pazzin, além de Adriana Martins e Rodrigo Leonardo, do Sebrae RS.

Rudimar Menegotto e João Uez ouviram as demandas dos agricultores e explicar sobre as ações propostas pela SMAPA para a reconstrução dos locais atingidos. Menegotto também comunicou os requisitos para que os agricultores recebam os auxílios estadual e federal que serão disponibilizados para o mesmo fim.

O secretário Jorge Catusso explanou sobre a parceria com o Sebrae e sobre a possibilidade de subsídio que eles estão oferecendo ao pequeno empreendedor. “Procuramos a Secretaria da Agricultura para que pudessem nos ajudar a identificar e auxiliar vocês, agricultores, que tiveram prejuízos com a enchente”, afirmou Catusso.

Conforme a analista do Sebrae RS, Adriana Martins, desde que toda essa situação climática começou no Estado, o Sebrae deu início a um plano emergencial para auxiliar o pequeno empreendedor: o ‘Sebraetec Supera’, que é um programa de consultoria para subsídio de infraestrutura. “O Sebraetec Supera é uma possibilidade de ajudar a quem teve perdas de estrutura nas propriedades, com um subsídio de até R$10 mil reais. Um consultor vai fazer uma visita e ver o que o local está precisando, além de realizar orçamentos e os devidos encaminhamentos”, disse Adriana. O valor que o Sebrae destinará aos produtores não precisará ser devolvido.

Batista Reis, um dos agricultores que participou da conversa, lamentou a perda de metade dos parreirais e já se cadastrou para solicitar a consultoria do Sebrae. “A estrutura que segurava o parreiral foi embora. Não dá nem para arrumar, porque a barreira levantou mais de dois metros de terra. Preciso refazer toda estrutura”, explicou.

Nos próximos dias, demais áreas serão visitadas pela Prefeitura para que ações de recuperação sejam propostas.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp