Ex-servidor da prefeitura de Farroupilha é solto após pagar fiança em Santa Catarina

O ex-servidor da prefeitura de Farroupilha, empresário e coach, Cristian Tonin, de 38 anos, foi solto após pagar uma fiança…

Publicado por
11:07 - 03/09/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Ex-servidor da prefeitura de Farroupilha é solto após pagar fiança em Santa Catarina

Foto: Reprodução/Facebook

O ex-servidor da prefeitura de Farroupilha, empresário e coach, Cristian Tonin, de 38 anos, foi solto após pagar uma fiança de R$4 mil reais em Florianópolis – Santa Catarina. Ele estava preso desde a última terça-feira (30), por forjar o próprio sequestro e tentar extorquir a família.

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina divulgou que o processo contra Cristian Tonin segue pela justiça de Santa Catarina. Ele está em liberdade provisória, precisará atualizar o endereço e comparecer perante o juiz, trimestralmente, para comprovação de trabalho e não pode se sair da cidade de Florianópolis, sem justificar no tribunal.

Até o momento, o ex-servidor de Farroupilha não pediu transferência para ser julgado na justiça gaúcha.

Relembre o caso

A Polícia Civil de Florianópolis localizou e prendeu o morador de Farroupilha que havia desaparecido na noite da última terça-feira (30). Cristian Tonin, 38 anos, é suspeito de ter forjado o próprio sequestro e, ao momento que foi encontrado, estava sob posse de armas de fogo. Para elucidação do caso, foram mobilizadas delegacias do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

Conforme as informações repassadas pela Polícia Civil, logo após o registro do desaparecimento, por volta das 21h10min da terça-feira (30), os trabalhos de investigação iniciaram. Durante a manhã desta quarta-feira (31), enquanto a companheira de Tonin prestava depoimento na DP, um número de área de cobertura 48 (Santa Catarina) ligou para ela fazendo um pedido de resgate pois, supostamente, havia sequestrado seu marido.

Diante disso, desde aquele momento a investigação passou a tratar o caso como Extorsão Mediante Sequestro em que Cristian seria a vítima do sequestro e a companheira dele vítima da extorsão. Frente as informações apresentadas, foi acionada a Equipe Antissequestro da Delegacia de Roubos vinculada ao Departamento de Investigações Criminais da Polícia Civil do estado do Rio Grande do Sul (DR DEIC) e DRACO de Caxias do Sul.

As investigações descobriram que Cristian comprou passagem na rodoviária de Farroupilha às 15h59min da terça-feira (30), foi até Bento Gonçalves, onde posteriormente pegou outro ônibus, foi para Porto Alegre e, por volta das 23h, embarcou para Florianópolis.

Descobriu-se que o até então desaparecido havia comprado uma passagem de retorno para Porto Alegre durante o início da tarde desta quarta-feira (31). Logo, a Polícia Civil de Santa Catarina foi acionada e fez abordagem de Cristian que já tinha embarcado no ônibus com destino à Porto Alegre. Durante a revista pessoal foi constatado que ele estava em posse de duas armas de fogo cujo registro consta em nome do abordado, todavia ele não possui o porte.

Frente a todas informações apuradas pela Polícia Civil e elementos colhidos, os indícios apontam para que Tonin tenha forjado o próprio sequestro e tentou extorquir sua esposa ao exigir valores. Cristian foi então detido, levado à Delegacia para procedimentos de praxe e, por fim, encaminhado à penitenciária onde permanecerá à disposição da justiça.

Em nota, a Polícia Civil de Farroupilha, comandada pelo Delegado Éderson Bilhan, afirmou que “todos os elementos colhidos serão minuciosamente analisados e o caso será tratado com o mais absoluto rigor que lei preconiza em casos como tal”. 

Para conseguir solucionar o caso, foram mobilizadas diversas equipes nos dois estados. Equipe Antissequestro da Delegacia de Roubos vinculada ao Departamento de Investigações Criminais da PCRS (DR DEIC) de Porto Alegre, a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Caxias do Sul, e a Polícia Civil de Santa Cataria, através da Delegacia de Roubos e Sequestros, da Diretoria de Investigaçôes Criminais.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp