Dicas para viajar com seu pet

Leia mais Conheça Luchezi Assador, novo titular do Cozinha Viva Confira a programação do Corpus Christi com os tradicionais tapetes…

Colunista
Blog dedicado ao mundo dos pets com artigos produzidos pela classe veterinária e especialistas. Os textos têm como objetivo ajudar tutores com o dia a dia dos seus melhores amigos.
12:55 - 31/08/2021

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Feriado à vista! Vai viajar e pretende levar seu pet junto?! Organização é a chave do sucesso para os pets que acompanham seus tutores nas aventuras. Confira nossas dicas para quem vai levar seu pet e curtir o descanso acompanhado dos peludos:

1. O primeiro passo é fazer um check-up geral nele antes da viagem. Não esqueça de checar se as vacinas estão em dia e aplicar antipulgas, assim ele estará protegido mesmo em um local com tanta circulação de possíveis doenças/parasitas;

2. Certifique-se que não há restos de alimentos, plantas tóxicas ou qualquer outra coisa que o pet possa querer ingerir no local da hospedagem;

3. Lembre de levar saquinhos para recolher as fezes;

4. Seu pet deve sempre ter a disposição um espaço com sombra para descansar;

5. Separe os brinquedos que ele gosta e leve objetos que tenham seu cheiro, pets estranham bastante quando mudam de ambiente;

6. Procure ter à mão petiscos para entretê-lo durante a viagem (alguns petiscos inclusive possuem princípios ativos que ajudam a acalmar o pet);

7. Compre antecipadamente a quantidade de ração que será necessária para os dias que estará longe de casa, evitando assim ficar sem ou ter que trocar de alimento;

8. Não esqueça de levar água e fazer várias paradas durante a viagem para que ele possa se alongar, se hidratar e fazer suas necessidades;

9. Leve coleira com guia e providencie uma plaquinha de identificação com telefone, pois o cão estará em um lugar novo e corre o risco de fugir ou se perder;

10. Procure se informar antecipadamente sobre a disponibilidade de atendimento veterinário no local de destino, para o caso de uma possível emergência;

11. Gatos costumam estranhar mais a mudança de ambiente e ter uma adaptação mais lenta, respeite o tempo dele e procure ajudar nessa transição com estímulos positivos que o deixem confortável no novo local- isso pode incluir agrados como sachês e até mesmo produtos comerciais utilizados para a adaptação em novos ambientes;

12. Pet seguro viaja no cinto de segurança, dentro da caixa de transporte ou em cadeirinhas apropriadas. Confira as opções no mercado e veja o que você e seu pet se adaptam melhor. Lembre que pets transportados soltos podem causar acidentes e geram multas;

13. Seu pet nunca viajou? Melhor não optar por longas distâncias num primeiro momento. Acostume-o a andar dentro do carro pela cidade e aos poucos aumente o tempo de permanência dentro do veículo;

14. Seu pet costuma enjoar? Existem medicações que resolvem isso e evitam todo stress durante a viagem, converse com seu veterinário;

E o mais importante: curta muito com seu peludo, fortaleça o vínculo de vocês e renove as energias!

Sher Steffenon – Médica Veterinária Oncologista – CRMV – RS 14050

Formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul- UFRGS (Porto Alegre, 2015), atua na área de clínica e cirurgia de cães e gatos desde a sua formação. Possui pós-graduação em Oncologia de cães e gatos pela Faculdade ANCLIVEPA (São Paulo, 2019) prestando atendimento oncológico especializado em toda região da serra gaúcha. Possui consultório fixo na Amici Pet Spa e Cuidado Veterinário em Bento Gonçalves.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp