Defesa Civil do RS contabiliza 49 municípios e mais de 13 mil pessoas afetadas após o temporal

Até o momento, uma morte foi confirmada e 12 pessoas ficaram feridas

Publicado por
05:27 - 18/01/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Defesa Civil do RS contabiliza 49 municípios e mais de 13 mil pessoas afetadas após o temporal

Defesa Civil do RS contabiliza 49 municípios e mais de 13 mil pessoas afetadas após o temporal

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul atualizou para 49 o número de municípios que sofreram com danos pelo temporal ocorrido na noite da terça-feira no Estado. Conforme o balanço divulgado na noite desta quarta-feira, às 18h30min, o órgão contabilizava 13.344 pessoas afetadas pelo episódio meteorológico.

As cidades relatadas são: Aceguá, Agudo, Alvorada, Cachoeira do Sul, Cachoeirinha, Candiota, Canela, Canoas, Cerro Branco, Cerro Grande do Sul, Colinas, Cruzeiro do Sul, Eugênio de Castro, Eldorado do Sul, Encruzilhada do Sul, Estrela, General Câmara, Gramado, Gravataí, Guaíba, Hulha Negra, Lajeado, Mata, Montenegro, Não-Me-Toque, Panambi, Paraíso do Sul, Parobé, Passa Sete, Pejuçara, Porto Alegre, Porto Lucena, Porto Vera Cruz, Restinga Seca, Santa Bárbara do Sul, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santana da Boa Vista, Santo Ângelo, Santo Antônio do Palma, São Gabriel, São Miguel das Missões, São Paulo das Missões, São Vicente do Sul, Teutônia, Vale do Sol, Venâncio Aires, Viamão, Vitória das Missões.

Até o momento, uma morte foi confirmada e 12 pessoas ficaram feridas. O óbito confirmado ocorreu em Cachoeirinha, na região metropolitana de Porto Alegre. Um homem, cujo nome e idade não foram divulgados, foi atingido pela marquise de um supermercado que caiu devido à força dos ventos que atingiram a cidade no fim da noite de ontem. De acordo com a Defesa Civil municipal, a vítima era uma pessoa em situação de rua que, horas antes, teria se recusado a acompanhar servidores da prefeitura até um albergue.

Em Porto Alegre, em apenas uma hora, choveu o equivalente a mais da metade da média prevista para janeiro. Segundo o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), a precipitação atingiu 76 milímetros, quando eram esperados 110 milímetros para todo o mês. O vento chegou a 89 quilômetros por hora (km/h) na região do Aeroporto Salgado Filho.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp