De R$ 64,79 para R$ 1.412: A elevação do valor do salário mínimo com o passar do tempo no Brasil

Valores, a partir de 1994, foram sendo ajustados conforme a necessidade de aumento

Publicado por
08:02 - 02/01/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
SALÁRIO MÍNIMO

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil/divulgação

Entrou em vigor neste ano de 2024 o novo valor do salário mínimo no Brasil. O valor teve um aumento de 7% em relação ao ano passado, passando de R$ 1.320 para R$ 1.412, ou seja, R$ 92 a mais no bolso dos beneficiários.

Reavaliado todos os anos, o salário mínimo é o menor salário que uma empresa pode pagar para um funcionário. Seu valor tem como base o custo de vida da população, resultando no valor considerado mínimo para garantir sua sobrevivência.

Acontece que os valores do salário mínimo já foram bem diferentes dos vistos nos últimos anos. Em 1994, com a chegada do Plano Real ainda no governo de Itamar Franco, o primeiro valor foi de R$ 64,79, sempre lembrando que esse valor era a base da época. A primeira alteração o levou para R$ 70 ainda em 94, com aumento de 8,04%.

O maior aumento em porcentagem do salário mínimo no Brasil se deu em 1995, saltando de R$ 70 para R$ 100, ou, 42,86%.

Durante o governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), os valores subiram anualmente sempre na casa dos 7% aos 19% variavelmente. Uma alta expressiva foi registrada em 2003, durante o primeiro ano de governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), quando o mínimo subiu de R$ 200 para R$ 240, ou 20%.

Depois do petista, Dilma Rousseff, da mesma sigla, assumiu o posto como primeira presidenta da história do Brasil. Sem subir tanto durante o mandato dela, que culminou com o processo de impeachment em 2016 sendo foi substituída por Michel Temer (MDB), e posteriormente Jair Bolsonaro (PL), o salário mínimo teve aumentos dentro do esperado.

Clicando aqui, através do Portal Contábeis você confere a tabela da elevação do salário mínimo com o passar do tempo no Brasil.

Salário mínimo por presidentes a partir do Plano Real

Itamar Franco (1992-1995)

  • R$ 64,79 (julho/1994)
  • R$ 70 (setembro/1994)

Fernando Henrique Cardoso (1995-2003)

Primeiro mandato:

  • R$ 100 (1995)
  • R$ 112 (1996)
  • R$ 120 (1997)
  • R$ 130 (1998)

Segundo mandato:

  • R$ 136 (1999)
  • R$ 151 (2000)
  • R$ 180 (2001)
  • R$ 200 (2002)

Lula (2003-2011)

Primeiro mandato:

  • R$ 240 (2003)
  • R$ 260 (2004)
  • R$ 300 (2005)
  • R$ 350 (2006)

Segundo mandato:

  • R$ 380 (2007)
  • R$ 415 (2008)
  • R$ 465 (2009)
  • R$ 510 (2010)

Dilma Rousseff (2010-2016)

Primeiro mandato:

  • R$ 540 (janeiro/2011)
  • R$ 545 (março/2011)
  • R$ 622 (2012)
  • R$ 678 (2013)
  • R$ 724 (2014)

Segundo mandato:

  • R$ 788 (2015)
  • R$ 880 (2016)

Michel Temer (2016-2019)

  • R$ 937 (2017)
  • R$ 954 (2018)

Jair Bolsonaro (2019-2023)

  • R$ 998 (2019)
  • R$ 1.039 (janeiro/2020)
  • R$ 1.045 (fevereiro/2020)
  • R$ 1.100 (2021)
  • R$ 1.212 (2022)
  • R$ 1.302 (janeiro/2023)

Lula (2023-atualmente)

  • R$ 1.320 (maio/2023)
  • R$ 1.412 (janeiro/2024)

Referência para 54 milhões de brasileiros

De acordo com informações do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o salário mínimo serve de referência para 54 milhões de brasileiros, ou seja, um em cada quatro brasileiros.

O Dieese calcula que atualmente cerca de 23 milhões de pessoas são diretamente atingidas e impactadas no bolso.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp