Mercopar 2022 fomenta mais de 4 mil reuniões de negócios em Caxias do Sul

O evento iniciou na terça-feira (18) e contou com a presença do ministro da Ciência e Inovação, Paulo Alvim, e do governador do RS, Ranolfo Vieira Júnior

Publicado por
21:06 - 21/10/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Confira tudo o que ocorreu na 31ª edição da Mercopar em Caxias do Sul

Foto: Eduardo Rocha / Mercopar

Chegou ao fim nesta sexta-feira (21), a 31ª edição da maior feira de indústria e inovação da América Latina, a Mercopar. No total, foram 512 estandes disponíveis nos Pavilhões da Festa da Uva, de Caxias do Sul, proporcionando tudo o que a ciência tem à oferecer.

O evento iniciou na terça-feira (18) e contou com a presença do ministro da Ciência e Inovação, Paulo Alvim, e do governador do RS, Ranolfo Vieira Júnior. A feira foi promovida pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-RS) e pela Federação das Indústrias do RS (Fiergs).

O gerente de Competitividade Setorial do Sebrae RS, Fábio Krieger, faz um panorama desses quatro dias de feira, sendo que nesta edição, o evento se mostrou superior em relação ao ano passado em termos de espaço e fluxo de visitação.

Nós tivemos nesses quatro dias uma movimentação intensa. Em exposição nós tivemos um crescimento para 512 expositores, um aumento de 50%, em área construída quase 60%. Para quem vem, visualmente ela é muito maior, isto é evidente e refletiu bastante na visitação, que foi extremamente qualificada. Percebemos pessoas de vários estados e países circulando aqui para buscar novos negócios” disse Krieger.

Nesta edição, a área destinada ao evento foi de 32 mil m² voltada aos setores metalmecânico, plástico, borracha, eletroeletrônico, energia e meio ambiente, automação industrial, tecnologia da informação (TI) e movimentação e armazenagem de mercadorias. Além dos negócios gerados diretamente na feira, setores como turismo, gastronomia e hotelaria da Serra Gaúcha foram beneficiados.

Foram diversas palestras, debates, lançamentos de edições ligadas a inovação, apresentação de ideias como a exemplo da robô palestrante que falou sobre o trabalho em conjunto com humanos, entre outros.

O principal objetivo da Mercopar é se tornar uma plataforma de negócios que tenha a capacidade de olhar para o futuro, trazendo o que tem de tendência e inovação, mas sem se distanciar da necessidade do presente e da realização de negócios.

Por isto que trabalhamos com dois eixos essências, um deles é trazer a sistemáticas que são relevantes como a SG, cadeias globais de valor temáticas para que a indústria possa crescer e, ao mesmo tempo, a parte de negócios. Tivemos nesses quatro dias mais de quatro mil reuniões de negócios, justamente para realizar essa conexão de grandes e pequenas empresas, mas fomentando esse business. Essa é uma combinação poderosa que faz olharmos para frente, mas pensando no presente”, explicou Fábio.

Para finalizar, Krieger afirmou que a área de serviço de inovação e tecnologia da região está bem representada, pois há uma série e ecossistemas de inovação, com várias prefeituras apresentando seus ambientes de inovação, sendo de extrema importância, haja visto que isso acaba facilitando o acesso de pequenas empresas e especialmente startups.

“As startups tem representatividade relevante, porque ela tem o caminho mais fácil de aproximar indústria tradicional, frente a indústria 4.0, pois ela consegue materializar qual a sua necessidade e já enxergar quais são seus fornecedores e os preços para viabilizar essa evolução tecnológica que a indústria necessita para se tornar mais produtiva e competitiva”, finalizou Fábio Krieger.

Para saber mais sobre a Mercopar acesse o link aqui e confira a plataforma completa, bem como os números desta 31ª edição que deve ser anunciada logo.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp