Busca pelos fugitivos de Mossoró custou R$ 6 milhões ao governo

Ministério da Justiça informou que foram mais de 500 agentes, helicópteros e drones com visão noturna e mapa de calor, além de cães farejadores envolvidos na operação

Publicado por
12:26 - 06/04/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Buscas pelos fugitivos de Mossoró custou R$ 6 milhões ao governo

Segundo autoridades, fugitivos são ligados ao Comando Vermelho, uma das maiores facções criminosas do País Foto: Reprodução

A operação para capturar por Rogério Mendonça, 35 anos, e Deibson Nascimento, 33 anos, fugitivos do presídio federal de Mossoró (RN) custou ao governo brasileiro R$ 6 milhões, uma média de R$ 121 mil por dia, informou o Ministério da Justiça nesta sexta-feira (5).

Foram mais de 500 agentes, helicópteros e drones com visão noturna e mapa de calor, além de cães farejadores envolvidos na operação. Na quantia está incluso gasto de passagens, diárias, combustíveis, manutenção e operações áreas para os agentes da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Força Nacional e Força Penal Nacional.

Rogério e Deibson foram encontrados na quinta-feira (4), em Marabá (PA), após 50 dias de buscas. A Polícia Rodoviária Federal foi a que representou a maios parte dos gastos, somando R$ 3,3 milhões. Logo atrás vem a Força Nacional, com R$ 1,4 milhão, Polícia Federal, com R$ 665 mil, e Força Nacional, com R$ 625 mil.

Rogério Mendonça e Deibson Nascimento foram transferidos de volta para o presídio de Mossoró durante a madrugada desta sexta e estão em celas separadas e contam com monitoramento pesado.

*Fonte: Jovem Pan

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp