Ativistas jogam molho de tomate em obra de Van Gogh

Protesto aconteceu na National Gallery, em Londres, e faz parte de ações de um grupo para chamar a atenção para a crise climática

Publicado por
13:57 - 14/10/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Ativistas jogam molho de tomate em obra de Van Gogh

(Fonte: Reprodução/Instagram)

O grupo ambientalista Just Stop Oil segue em sua saga de tentar chamar a atenção para questões climáticas através de protestos controversos com obras de arte. Dessa vez, duas ativistas atiraram potes de sopa de tomate no icônico quadro Girassóis, de Vincent Van Gogh, exibido na National Gallery, em Londres.

Segundo o jornal The Guardian, duas jovens se dirigiram à pintura, por volta das 11h da manhã no horário local, e atiraram o líquido contra o vidro de proteção. Logo após o ato, revelaram camisetas com os dizeres “Just Stop Oil”, e colaram as mãos na parede ao redor do quadro. “O que vale mais, arte ou vida?”, disse Phoebe Plummer, uma das ativistas. Ela estava acompanhada por Anna Holland, de 20 anos. “Vale mais do que comida? Mais do que justiça? Você está mais preocupado com a proteção de uma pintura ou com a proteção do nosso planeta e das pessoas?”, reproduziu a publicação.

Segundo a agência Reuters, as duas mulheres foram detidas rapidamente por crime de danos contra patrimônio. A equipe da National Gallery limpou a sala e é improvável que o quadro tenha sido danificado permanentemente, já que a tela é protegida por vidro — um fator que a Just Stop Oil disse ter levado em consideração.

Nas últimas duas semanas, o grupo vem realizando protestos em estradas ao redor do centro de Londres, em oposição a uma nova decisão do governo inglês que permite que empresas de petróleo e gás explorem combustíveis fósseis no Mar do Norte. Antes disso, o grupo já se manifestava contra o uso exagerado de combustíveis fósseis e o aumento do custo de vida atacando obras de artes famosas.

Em 30 de junho, membros do grupo ataram as mãos à moldura de Pessegueiros em Flor, de Van Gogh, escolhida porque a região retratada na tela, a Provença, na França, em breve deve sofrer uma seca severa. Nem mesmo Da Vinci escapou. Em 5 de julho, ambientalistas colaram as mãos numa réplica de A Última Ceia exposta em Londres, para protestar contra novas licenças de exploração de petróleo e gás no país.

Confira o vídeo:

Fonte: Veja 

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp