Alta em casos de raiva em animais é registrada em Veranópolis e Nova Roma do Sul

Casos de raiva herbívora, causada por morcegos, têm sido registrados em bovinos nos municípios de Nova Roma do Sul e…

Publicado por
07:56 - 26/08/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
raiva

Imagem ILUSTRATIVA. foto de Wenderson Araujo/Trilux

Casos de raiva herbívora, causada por morcegos, têm sido registrados em bovinos nos municípios de Nova Roma do Sul e Veranópolis. Informações dão conta de que na primeira cidade já foram contabilizados 39 casos de animais mortos e na segunda foram sete bovinos morreram neste ano de 2022.

Conforme o veterinário da Inspetoria de Defesa Agropecuária de Veranópolis, Ivan Wetzel, informou ao Portal Leouve, em Veranópolis casos foram registrados em uma propriedade que faz divisa com Bento Gonçalves pelo Rio das Antas. Buscas aos morcegos hematófagos têm sido realizadas na região, porém, os animais ainda não foram encontrados.

De acordo com as informações da Inspetoria de Defesa Agropecuária de Bento Gonçalves, na cidade não há nenhum registro de casos de raiva herbívora em 2022.

Vacina da raiva deve ser feita em animais pois doença não tem cura

Os proprietários de bovinos e equinos devem fazer a vacinação aos animais uma vez que a doença da raiva não tem tratamento.

Quando infectados com o vírus da raiva, os animais apresentam sintomas. Nos bovinos os principais sinais são percebidos quando permanecem deitados em decúbito esternal, a mandíbula do animal fica travada, salivação em excesso, fobia de água e a cauda fica sem força de movimento.

Os Equinos também são alvos dos morcegos hematófagos e, por isso, podem apresentar quadros de raiva. Quando infectados estes animais permanecem deitados, não bebem água, e apresentam perda de força na região traseira do corpo não conseguindo ficar em pé.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp