Agência Nacional de Saúde determina que planos cubram teste para varíola dos macacos

Anvisa concedeu o registro para o primeiro produto voltado para diagnóstico da doença nesta terça-feira, 20

Publicado por
12:13 - 21/09/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Anvisa aprova liberação da vacina para a varíola dos macacos

Foto: REUTERS/Dado Ruvic/Illustration

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determinou, nesta segunda-feira, 19, que os planos de saúde privados cubram o teste para diagnóstico da varíola dos macacos. Nesta terça-feira, 20, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) concedeu o registro para o primeiro produto voltado para diagnóstico da doença no Brasil. Produzido pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o teste é composto por um kit molecular que conta com um ensaio multiplex, tecnologia capaz de detectar a nível molecular os genes da doença.

Com a medida da ANS, os beneficiários de planos de saúde que apresentarem indicação médica, conforme definição do Ministério da Saúde (MS), poderão realizar o teste para a detecção do vírus. Até esta manhã, foram confirmados 7.019 casos positivos da doença e duas mortes no país. “A inclusão do exame complementar na lista de coberturas obrigatórias foi feita de forma extraordinária, diante do cenário da doença que, atualmente, põe o Brasil entre os seis países com o maior número de casos confirmados em todo o mundo”, diz nota publicada no site da ANS.

A agência ainda completa dizendo que a incorporação do teste faz parte do processo dinâmico de revisão do rol de procedimentos. “Esta é a 12ª atualização da lista de coberturas obrigatórias em 2022, que incluíram 11 procedimentos e 20 medicamentos somente neste ano, bem como ampliações importantes para pacientes com transtornos de desenvolvimento global, como o Transtorno do Espectro Autista, além do fim dos limites para consultas e sessões de psicologia, fonoaudiologia, terapia ocupacional e fisioterapia, desde que sob indicação médica”, completa a nota.

Fonte: Jovem Pan

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp