Afogamento de jovem expõe o alto número de salvamentos no Litoral Norte

A falta de cuidado dos banhistas tem provocado muitos afogamentos no litoral Norte do Rio Grande do Sul. Mar limpo…

Publicado por
20:56 - 04/03/2019

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Foto: Especial/RSCOM

Foto: Especial/RSCOM

A falta de cuidado dos banhistas tem provocado muitos afogamentos no litoral Norte do Rio Grande do Sul. Mar limpo e as altas temperaturas são os atrativos que colocam em risco a vida de quem não respeita os cuidados e as orientações para entrar na água.

Conforme levantamento da Operação Verão no litoral norte, de sexta até esta segunda-feira (4), 93 pessoas precisaram ser socorridas devido a afogamentos nas praias gaúchas, 45 somente no sábado. No início da tarde de hoje, um jovem de 17 anos morreu após se afogar no mar de Mariluz, em Imbé.

Com isso, chega a três o número de mortos por afogamento no litoral norte desde o início da Operação Verão em 15 de dezembro.

O jovem, que não teve a identidade divulgada, se afogou pouco depois do meio-dia, mas só foi retirado do mar por volta das 14h20. O corpo dele foi levado para o Departamento Médico-Legal de Osório. Ele era morador de Alvorada e estava com um grupo de amigos quando se afogou entre as guaritas 116 e 117.

Locais com mais afogamentos
As praias de Torres, Balneário Pinhal e Capão da Canoa lideram o número de afogamentos neste carnaval. No ano passado, com o tempo chuvoso, a situação foi mais tranquila.

Atualmente, o Rio Grande do Sul tem 269 guaritas com guarda-vidas, sendo 207 no litoral norte, 26 no litoral sul e 36 em águas internas. Ao todo, 1.014 guarda-vidas atuam nelas, a maioria no norte do litoral gaúcho.

Fonte: NH

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp