Acusada de assassinato da irmã se apresenta à polícia e é presa em Bento

 Leia mais Barco à deriva é encontrado com vários corpos em decomposição no Pará Homem morre após ser atropelado na…

Publicado por
16:12 - 24/08/2017

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Ana Paula se apresentou depois que Justiça deferiu pedido de prisão preventiva (Fotos: divulgação)

 

Ana Paula Bittencourt, de 32 anos, a mulher que confessou ter matado a irmã, Aparecida de Fátima Marin Bittencourt, de 44 anos, se entregou à 2ª Delegacia de Polícia (DP) de Bento Gonçalves na tarde desta quinta-feira, dia 24. Ela se apresentou espontaneamente depois que a Justiça concedeu o pedido de prisão preventiva feito pelo delegado Álvaro Becker, que comanda as investigações.

A suspeita foi encaminhada ao Presídio Estadual de Bento Gonçalves e ficará à disposição da polícia para prestar depoimentos e, possivelmente, realizar a reconstituição do crime. A polícia ainda aguarda os laudos periciais para definir os procedimentos que serão adotados.

Becker afirmou que pediu a prisão de Ana Paula depois que ela não foi encontrada no endereço que forneceu à polícia e não atendeu às chamadas telefônicas. Segundo ele, com sua prisão será realizado o confronto de material genético (DNA) dela com material genético que foi apreendido na cena do crime.

Nesta sexta-feira, dia 25, o delegado deverá fornecer mais detalhes da investigação em uma entrevista coletiva convocada para as 10 horas.

Relembre o caso

O corpo da cuidadora de idosos Aparecida Bittencourt foi encontrado na tarde da terça-feira, dia 8, depois que a zeladora viu sangue na porta do imóvel e acionou uma irmã que tinha a chave do apartamento, localizado no quinto andar de um prédio no bairro São Francisco, em Bento Gonçalves. Aparecida foi encontrada morta com diversos golpes de faca no peito, pescoço e rosto, vestindo roupas íntimas. A perícia indicou sinais de que a vítima já estaria morta há alguns dias.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp