Ação de recolhimento de criadouros do mosquito da dengue ocorre neste sábado em Farroupilha

Iniciativa começa às 7h30min

Publicado por
06:23 - 19/11/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Rio Grande do Sul apresenta mais casos suspeitos de dengue do que o esperado para esta época do ano

Foto: Arquivo/Leouve

Será realizado neste sábado (19), uma ação de recolhimento de criadouros do mosquito da dengue no bairro São José, em Farroupilha. Com isso, moradores devem separar recipientes que podem formar criadouros para o mosquito Aedes aegypti, tais como vasos de plantas, calhas entupidas, pneus, garrafas e tampas, caixas d’água, galões e similares.

Os materiais devem ser deixados nas calçadas em frente às residências, das 7h30min e 11h30min, dentro de sacolas, sacos ou caixas, para que no turno da tarde, as equipes da Ecofar façam o recolhimento e destinação correta dos itens.

O Aedes aegypti é o mosquito transmissor da dengue e da febre amarela urbana. Menor do que os mosquitos comuns, é preto com listras brancas no tronco, na cabeça e nas pernas. Suas asas são translúcidas e o ruído que produzem é praticamente inaudível ao ser humano.

Em média, cada mosquito vive em torno de 30 dias e a fêmea chega a colocar entre 150 e 200 ovos. Se forem postos por uma fêmea contaminada pelo vírus da dengue, ao completarem seu ciclo evolutivo, transmitirão a doença.

A iniciativa é liderada pela secretaria de Saúde, através dos Agentes de Combate às Endemias, com o apoio das secretarias de Obras e Trânsito, Educação, Cultura, Esporte e Juventude, Urbanismo e Meio Ambiente, juntamente com a Associação Farroupilhense Pró Saúde e Ecofar.

Em caso de chuva a ação será transferida para o dia 26 de novembro.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp