Desvio provisório começa a ser construído na ERS-129, em Muçum

A previsão é que a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) leve aproximadamente sete dias para concluir o trabalho

Publicado por
14:15 - 21/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Desvio provisório começa a ser construído na ERS-129, em Muçum

Foto: EGR/Divulgação

Um desvio provisório e emergencial começou a ser construído pela Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), nesta segunda-feira (20), no local onde ocorreu o desmoronamento de 100 metros no Km 88 da ERS-129, em Muçum. A estrutura foi afetada devido às fortes chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul. A previsão é que a construção do desvio leve aproximadamente sete dias para ser concluída. 

A medida está sendo executada após a atuação do governo do Estado e da Secretaria de Logística e Transportes (Selt) para agilizar a vistoria do local que desmoronou, ocorrida no sábado (18). O diretor-presidente da EGR, Luís Fernando Vanacôr, e o prefeito de Muçum, Mateus Trojan, acompanharam a avaliação do local feita por especialistas da Defesa Civil.

De acordo com Vanacôr, a construção de um desvio próximo do local onde ocorreu a ruptura só poderia ser realizada após uma avaliação das condições geotécnicas que apontasse a viabilidade do novo trecho. Ele ressalta também que essas intervenções buscam oferecer uma alternativa de locomoção ao Vale do Taquari, região fortemente impactada pelos eventos meteorológicos.

“A EGR está agindo de forma emergencial na pavimentação desses desvios e está planejando a reconstrução completa do trecho, com a elaboração de uma licitação que deverá ser publicada nos próximos dias”, acrescenta Vanacor.

Visando à segurança dos usuários, conforme orientação dos técnicos, a passagem provisória estará disponível, inicialmente, apenas para automóveis, a fim de se avaliar o fluxo e as condições de segurança para que outros tipos de veículos possam ser autorizados a trafegar. O trecho funcionará no sistema pare e siga, devido às dimensões reduzidas da via.

Paralelamente, a EGR continua trabalhando na pavimentação de três quilômetros da estrada vicinal da Linha São Luís, que servirá como desvio alternativo, melhorando as condições para o tráfego de veículos de emergência e da população que se desloca entre Muçum, Vespasiano Corrêa, Dois Lajeados e Guaporé. A previsão de conclusão dos trabalhos é de até dez dias. A EGR realizará medidas de conservação do restante do segmento, além de disponibilizar equipe para controlar o fluxo de veículos, buscando minimizar eventuais transtornos no local.

Saiba mais sobre o trânsito no Rio Grande do Sul:

Confira quais estradas estão bloqueadas na Serra e Estado nesta terça-feira

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp