Movimento de entidades empresariais de Bento Gonçalves vai destinar recursos para a desobstrução de estradas

O Movimento Unidos por Bento, que congrega todas as entidades empresariais de Bento Gonçalves lançou uma campanha de arrecadação de…

Publicado por
16:44 - 09/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Movimento

Carlo Lazzari é presidente do CIC-BG

O Movimento Unidos por Bento, que congrega todas as entidades empresariais de Bento Gonçalves lançou uma campanha de arrecadação de recursos via Pix e em poucos dias já alcançou a cifra de R$ 1.200.000,00. A campanha prosseguirá até o final de maio e para cada real destinado a Sicredi Serrana promete colocar outro real.

Em encontro realizado na manhã de quinta-feira ficou explicitado que a meta inicial é que a partir de segunda-feira máquinas sejam contratadas junto à iniciativa privada para que as estradas vicinais sejam desbloqueadas. O esforço inicial será na recuperação da RS 444 na altura do Vale dos Vinhedos, Há o entendimento de que a liberação das vias possibilite a retomada da economia e a recuperação da 444 tem um simbolismo por estar numa das principais rotas de turismo do Estado.

Entre as 20 antidades que participam do esforço pela reconstrução haverá importante participação da Ascon Vinhedos e da Aearv, que respectivamente congregam empresas da construção Civil e de profissionais da engenharia e arquitetura. Há um grupo de 26 profissinonais destas áreas que estão se reunindo para elaborar um plano de ação. Debruçados sobre oito mapas diferentes avaliam cada uma das mais de 200 obstruções de vias. Segundo Alan Scomazzon, presidente da Ascon, será avaliado ponto por ponto para estabelecer onde haverá obra emergencial, reparo ou medida definitiva.

Movimento

Lazzari, do CIC-BG., Scomazzon da Ascon e Ticciani da AEARV, unidos pelo mesmo propósito.
Foto Gerson Lenhard/Grupo RSCOM

Pelo relato do presidente do CIC, Carlos Lazzari, há locais no interior do município em que a estrada simplesmente sumiu e será necessário abrir outra estrada. OCIC lidera o esforço coletivo das entidades.

Num segundo momento – e ainda não se sabe quando – haverá necessidade de reconstrção de casas para as pessoas afetadas. Segundo o presidente do Sindicato das Insdústrias Metal Mecânicas e de Materia Elétrico , Juarez Piva, que também faz parte da direção da Fiergs, o Sinduscon já tem elaborado um projeto de casa para ser construído e uma empresa sierúrgica Gerdau estaria entrando com a ferragem necessária.

Mais ações também serão agregadas no sentido de oferecer alento às famílias. Para colaborar com a campanha do Unidos por Bento, as doações podem ser feitas via pix, pela chave http://[email protected], ou por depósito pelo Banco Sicredi, Ag: 0167 / Conta: 07006-2.

 

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp