Rede de exploração sexual de brasileiras é derrubada na Espanha

Nessa terça-feira (21), agentes da polícia espanhola derrubaram uma organização especializada na exploração sexual de mulheres brasileiras na cidade de…

Publicado por
10:22 - 22/05/2019

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

(Foto: reprodução internet)

Nessa terça-feira (21), agentes da polícia espanhola derrubaram uma organização especializada na exploração sexual de mulheres brasileiras na cidade de Elche, na Espanha.

Foram identificados como chefes da quadrilha, um casal de brasileiros, um espanhol e um colombiano. Os indivíduos ofereciam a chance de uma vida melhor para as jovens brasileiras, as convencendo de que ao chegar no país, teriam um emprego como garçonete em algum bar ou restaurante local e poderiam assim saldar suas dívidas e guardar algum dinheiro.

Além de enganar as vítimas, eles ainda as ensinavam a despistar a imigração, entrando na Espanha por meio de outros países da União Europeia (UE).
A realidade encontrada pelas jovens ao chegar na Espanha era muito diferente do que elas imaginavam. Ao invés do emprego prometido para que as mesmas pudessem saldar suas contas e melhorar de vida, elas acabavam sendo presas e vendidas à prostituição de mulheres.

A brasileira detida era responsável por receber as vítimas no aeroporto e encaminhá-las para a pensão da quadrilha, onde elas eram presas e prostituídas. Seu marido, também brasileiro, ameaçava as famílias das mulheres para mantê-las sob controle e os outros dois acusados lidavam com toda a parte burocrática das viagens.

Esta não é a primeira vez que a polícia europeia cria operações para combater a exploração sexual de brasileiras nos países europeus. Em 2017 cinco pessoas foram presas e sete vítimas foram libertadas na Espanha e na Itália.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp