Número de vítimas do incêndio florestal em Portugal já passa de 60

Pelo menos 61 mortos e cerca de 54 feridos. Este é o balanço oficial divulgado na manhã do domingo, dia 18,…

Publicado por
14:54 - 18/06/2017

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Incêndio já é considerado uma das maires tragédias do país em meio século (Fotos: Reuters)

Pelo menos 61 mortos e cerca de 54 feridos. Este é o balanço oficial divulgado na manhã do domingo, dia 18, sobre o número de vítimas do incêndio florestal que atinge a região central de Portugal desde o sábado, dia 17, e já dura mais de 24 horas.

Muitos mortos foram carbonizados dentro de seus veículos, quando tentavam escapar da região de Leiria atingida pelas chamas, na localidade de Pedrogão Grande, a 50 quilômetros de Coimbra, pela estrada entre Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pêra.

As autoridades portuguesas confirmam que o número de vítimas pode aumentar.

Mais de 1,6 mil pessoas, quase 500 veículos e 15 aeronaves, inclusive dois aviões gigantes cedidos pela Rússia, trabalham para exterminar o incêndio que atinge agora os distritos de Castelo Branco, Coimbra, Leiria e Santarém.

O incêndio atinge vários povoados, o que dificulta uma avaliação sobre o total dos danos, e as autoridades acreditam que o desastre pode ter sido provocado por raios que caíram na região depois que um forte calor atingiu Portugal, com temperaturas que superaram os 40 graus em várias regiões. O sinistro já é considerado uma das maiores tragédias dos últimos 50 anos no país.

No ano passado, Portugal já havia sido duramente castigado por incêndios florestais que devastaram mais de 100 mil hectares.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp