Edson Peliciolli concedeu entrevista ao editor de jornalismo do grupo RSCom, Rogério Costa Arantes

Um olho no mercado, outro na missão de trazer a confiança de volta ao setor. Desta forma o presidente do Sindmóveis, entidade promotora da Movelsul Brasil, define a missão da feira que chega à sua 21ª edição entre 12 e 15 de março. Confirmar o final da recessão e comprovar isto com a presença de muitos lojista brasileiros é a certeza dos organizadores e do presidente Edson Peliciolli, que visitou a redação do Grupo RS Com às vésperas da realização deste momento que sempre é decisivo para o setor moveleiro.

“É agora, nas vésperas da realização que as coisas acontecem para quem está organizando o evento”, resume, satisfeito pelo preenchimento de todos os espaços colocados à disposição de expositores. Serão 230 estandes e já há a confirmação de que os lojistas de todo o país estão vindo. Isto sem falar nos mais de 50 importadores que representam mais de 50 diferentes países interessados no móvel brasileiro. “Temos este papel fundamental de conseguir mostrar que não é apenas a sensação, mas de que, de fato, estamos superando a recessão”, observa o dirigente. A aposta é na retomada do mercado interno. Segundo Peliciolli a indústria do polo moveleiro local tem 30% de ociosidade, mas para que a capacidade produtiva volte ao patamar de 2013 ele entende que serão necessários mais três a cinco anos. “Esta máquina parada precisa trabalhar para se pagar”, sentencia. Se o mercado interno é uma grande aposta, o externo é uma certeza. “Já temos crescimento de exportações e com a vinda confirmada de importadores, pelo menos 120 empresas acionais estarão presentes às rodadas de negócios. A nossa feira é a principal do país quando se fala em exportação de móveis”, garante o presidente. VAREJO, DESIGN E COMPORTAMENTO Além do comprovadamente exitoso projeto comprador, que abre as portas do mercado externo ao móvel brasileiro, outros três projetos tornarão a feira ainda mais interessante. O Salão Design chega maduro aos 30 anos desde a sua primeira realização e consolidado como o maior prêmio do gênero na América Latina. Aliás, o projeto dá suporte ao mote publicitário da feira: “Design é da nossa natureza”. O projeto Varejo traz outro tipo de inovação: o Sindmóveis foi ao mercado e pesquisou as necessidades do mercado. Com o brieffing em mãos acionou as indústrias interessadas e o resultado é que 50 projetos de produtos inovadores serão revelados à rede varejista apenas dentro da feira. É a indústria buscando atender às necessidades do consumidor. Finalmente a última novidade é a realização do Fórum Movelsul, com a presença de ilustres palestrantes que vão debater a necessidade de reinvenção para o varejo para atender as mudanças comportamentais do consumidor http://www.movelsul.com.br/forum. “Hoje o comprador vai à loja, olha na internet e pode comprar num ou noutro ambiente”, destaca Edson Peliciolli, referindo-se ao que se convencionou chamar de compras “all line”. Ele prossegue: “O e-commerce cresceu muito e não se pode ignorar esta tendência. No Fórum Movelsul vamos abordar as mudanças na área da tecnologia, mas também do comportamento social das pessoas”, resume Peliciolli que diz não ter dúvida sobre o êxito da feira e dos reflexos positivos na economia da região.