MP denuncia quatro pessoas por morte de operário no Marrecas em Caxias

Sadi Pereira da Silva morreu após queda de 40 metros durante construção da barragem em abril de 2012. Denunciados são…

Publicado por
20:44 - 22/08/2014

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Sadi Pereira da Silva morreu após queda de 40 metros durante construção da barragem em abril de 2012. Denunciados são funcionários da empresa envolvidas nas obras

 

Quatro pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público pela morte do operário Sadi Pereira da Silva, 47 anos, há dois anos e quatro meses. Silva morreu ao cair de uma altura de 40 metros durante a construção da barragem do Marrecas, no dia 24 de abril de 2012, em Caxias. A denúncia da promotora de Justiça Sílvia Regina Becker Pinto é fundamentada no inquérito do 1º Distrito Policial (1º DP) de Caxias. O acidente aconteceu durante a instalação das comportas da barragem. Segundo o MP, o laudo do Ministério do Trabalho e Emprego concluiu que houve imprudência e negligência. Eles serão denunciados por homicídio culposo (sem intenção de matar).

 

O operário colocava a última comporta quando decidiu retornar até a base superior da obra. Silva e a peça estavam sendo içadas por um guincho que, devido ao sobrepeso, teve o cabo rompido.  Os denunciados são funcionários de empresas envolvidas na obra e no içamento das comportas. A promotoria ofereceu proposta de suspensão condicional dos processos. Isso porque os denunciados são primários e a pena mínima para homicídio culposo é de um ano. Uma das condições para a suspensão é a indenização dos familiares da vítima. A 3ª Vara Criminal analisa a denúncia.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp