Nesta quinta-feira (31), no Simmme de Bento Gonçalves, foi realizada a segunda reunião do Inova RS Região da Serra e Hortênsias. O programa, elaborado pela Secretaria de Inovação, Ciência e Tecnologia do Governo do Estado, busca incluir o Rio Grande do Sul no mapa global da inovação a partir da construção de parcerias estratégicas entre poder público, universidades, empresas e sociedade civil organizada com o propósito de estimular o desenvolvimento regional.

Após a primeira reunião do grupo ter formado o Comitê Estratégico do Inova RS, na semana passada, na reunião desta quinta-feira foram indicados alguns dos profissionais que atuarão no Comitê Técnico do programa. Até o início da semana que vem ainda serão indicados outros nomes para comporem o grupo, que será responsável pelo mapeamento e execução dos projetos do Inova RS. O programa foi lançado oficialmente durante a Mercopar, realizada no início de outubro, em Caxias do Sul.

Para o executivo do Instituto Hélice, Thomas Job Antunes, movimento de inovação na serra gaúcha, o Inova RS já começa como um importante agente de transformação por integrar instituições diversas. “É muito representativo termos 15 entidades, de diferentes cidades da nossa região, unidas com um propósito único. A inovação é um caminho inevitável e necessário para o desenvolvimento. Por isso, é com satisfação que vemos a participação da Hélice neste movimento articulado pelo governo do Estado”, declara.

Estiveram representadas no encontro as seguintes instituições: prefeituras de Farroupilha, Gramado e Bento Gonçalves, Senai, Sebrae, Corede Serra, Uergs, FSG, Instituto Hélice, Mobi Caxias, Simmme, Simecs, CICS Farroupilha, UCS e Trinopolo.