Vírus da poliomielite é encontrado em esgoto de Nova York

Presença do vírus em junho significa que o micro-organismo estava presente na comunidade antes que o diagnóstico de um adulto contaminado fosse relatado em 21 de julho

Publicado por
17:13 - 01/08/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Monte Belo do Sul

(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

O vírus da poliomielite estava presente nas águas residuais de um subúrbio de Nova York um mês antes de as autoridades de saúde anunciarem um caso confirmado da doença no mês passado.

A informação foi divulgada nesta segunda-feira (1º) pelos órgãos estaduais de saúde, que pediram que os moradores se certifiquem de que foram vacinados contra a doença.

A descoberta da poliomielite em amostras de águas residuais coletadas em junho significa que o vírus estava presente na comunidade antes que o diagnóstico de um adulto do condado de Rockland fosse relatado em 21 de julho.

Testes de laboratório também confirmaram que a cepa neste caso está geneticamente ligada a uma encontrada em Israel, embora isso não signifique que o paciente tenha viajado para Israel, acrescentaram autoridades.

A Iniciativa Global de Erradicação da Pólio, sem fins lucrativos, disse na semana passada que o sequenciamento genético inicial também o ligava a amostras do vírus altamente contagioso e com risco de vida no Reino Unido.

O paciente começou a apresentar sintomas em junho, quando autoridades locais pediram aos médicos que ficassem atentos aos casos, segundo o The New York Times.

“Dada a rapidez com que a pólio pode se espalhar, agora é a hora de todos os adultos, pais e responsáveis ​​se vacinarem e seus filhos o mais rápido possível”, solicitou a Comissária de Saúde do Estado, Dra. Mary Bassett.

Não há cura para a poliomielite, que já foi uma das doenças mais temidas pela capacidade de causar paralisia irreversível em alguns casos, mas ela pode ser prevenida por uma vacina disponibilizada em 1955.

Autoridades de Nova York disseram que estão abrindo clínicas de imunização para ajudar os moradores não vacinados a tomarem suas doses.

A pólio é muitas vezes assintomática e as pessoas podem transmitir o vírus mesmo quando não pareçam doentes. Mas também pode produzir sintomas leves, semelhantes aos da gripe, que podem levar até 30 dias para aparecer, acrescentaram as autoridades.

Pode atacar em qualquer idade, mas a maioria das pessoas afetadas são crianças de três anos ou menos.

Representantes do departamento de saúde de Nova York não puderam ser contatados imediatamente para obter mais detalhes sobre as descobertas de águas residuais.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA também não retornaram imediatamente um pedido de comentário da reportagem.

A vacina contra a poliomielite desenvolvida pelo Dr. Jonas Salk na década de 1950 foi anunciada como uma conquista científica para combater o flagelo global, agora amplamente erradicado em todo o país.

Os Estados Unidos não veem um caso de poliomielite gerado no país desde 1979, embora casos de um viajante e uma vacina oral tenham sido encontrados em 1993 e 2013.

Fonte: CNN Brasil

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp