Mulher morre após cair dentro de vulcão ao posar para foto na Indonésia

A queda, cerca de 75 metros, ocorreu enquanto Huang Lihong, de 31 anos, se posicionava para o registro

Publicado por
19:59 - 22/04/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

(Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Uma turista chinesa morreu tragicamente ao cair na boca de um vulcão na Indonésia no último sábado (20). A queda, cerca de 75 metros, ocorreu enquanto Huang Lihong, de 31 anos, se posicionava para uma fotografia nas proximidades da cratera do vulcão Ijen.

Segundo relatos, a vítima teria tropeçado em sua vestimenta, cuja natureza exata — se uma saia ou vestido — permanece incerta. Apesar dos alertas do guia turístico sobre os perigos iminentes, Huang Lihong decidiu se aproximar o máximo possível da borda do vulcão.

O guia turístico envolvido no incidente relatou às autoridades que a turista estava a cerca de três metros da borda da cratera quando decidiu desafiar as recomendações e se aproximar ainda mais, resultando na fatalidade. O caso foi oficialmente registrado como um acidente.

Conforme o jornal Hongxing News, o corpo de Huang Lihong será levado para Bali antes de ser repatriado para a China.

O vulcão Ijen é famoso por sua peculiaridade, conhecida como “fogo azul”. Durante a erupção, grandes quantidades de gás sulfúrico são liberadas, resultando em uma combustão que produz uma luz azul brilhante. Esse fenômeno é popularmente denominado de “lava azul” ou “fogo azul”.

Um total de 184 erupções significativas ocorreram em 43 vulcões na Indonésia nos últimos 1700 anos. Mais de 57.200 pessoas perderam suas vidas nessas erupções. A erupção mais grave em termos de fatalidades, casas destruídas e danos financeiros foi causada pelo vulcão Tambora em 10/04/1815. Só isso resultou em 11.000 mortes.

80 dos 128 vulcões na Indonésia ainda são considerados ativos. Além disso, há 5 vulcões submarinos ativos ao largo da costa da Indonésia.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp