Semana de prevenção e combate ao Mosquito Borrachudo ocorrerá em Caxias do Sul

A Vigilância Ambiental em Saúde, ligada à Secretaria Municipal da Saúde (SMS) realiza a partir de segunda-feira a Semana Municipal…

Publicado por
13:47 - 30/09/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Semana de prevenção e combate ao Mosquito Borrachudo ocorrerá em Caxias do Sul

Foto: Andreia Copini, Banco de Dados

A Vigilância Ambiental em Saúde, ligada à Secretaria Municipal da Saúde (SMS) realiza a partir de segunda-feira a Semana Municipal de Prevenção e Combate ao Mosquito Borrachudo (03 a 08). A iniciativa tem o objetivo de fortalecer a parceria entre a Prefeitura e os moradores do interior do Município, intensificando o trabalho de combate ao inseto.

O Programa de Prevenção e Combate ao Mosquito Borrachudo é desenvolvido durante todo o ano, mas é ampliado no período de calor (primavera/verão), já que o ciclo de reprodução do mosquito fica mais acelerado. Durante a próxima semana, a equipe será reforçada por Agentes de Campo que atuam em outros programas da própria Vigilância Ambiental em Saúde. O trabalho consiste na aplicação de larvicida biológico (Bti) nos principais arroios e na entrega do produto aos agricultores cadastrados e capacitados que auxiliam na aplicação do produto e no controle do borrachudo. Caxias do Sul tem mais de 1,6 mil quilômetros de arroios mapeados pela Vigilância.

Durante a Semana Municipal, está previsto trabalho intensificado em seis distritos (veja abaixo), mas a programação pode ser alterada em caso de chuva. Além dessas localidades, os arroios do Primeiro Distrito e de Galópolis já estão sendo atendidos de forma prévia à Semana.

O borrachudo é um inseto presente na área rural e os ovos, larvas e pupas se desenvolvem na água corrente, como arroios, cachoeiras, saídas de açudes e barragens. Logo, o borrachudo é um problema enfrentado frequentemente por moradores das áreas rurais e, em menor escala, por turistas e visitantes dessas localidades. A picada causa irritação, coceira e inchaço.

Segundo o médico veterinário e diretor técnico da Vigilância Ambiental em Saúde, Rogério Poletto, as ações de degradação ao meio ambiente favorecem o desenvolvimento do mosquito borrachudo. Dentre elas, cita a remoção da mata ciliar no entorno dos arroios, despejo de esgoto nos arroios (tanto esgoto doméstico urbano, rural e esgoto industrial), despejo de resíduos da produção animal em arroios, despejo de agrotóxicos ou lavagem de máquinas agrícolas em arroios, etc. Portanto, todas as ações de melhoria e prevenção ambiental favorecem um melhor autocontrole biológico do mosquito borrachudo, diminuindo a sua incidência.

A Semana Municipal de Prevenção e Combate ao Mosquito Borrachudo está estabelecida na Lei Municipal nº 8.341/2018.

Cronograma da Semana Municipal de Prevenção e Combate ao Mosquito Borrachudo:

  • 03/10: Fazenda Souza
  • 04/10: Santa Lúcia do Piaí
  • 05/10: Vila Oliva
  • 06/10: Vila Seca
  • 07/10: Criúva
  • 08/10: Vila Cristina

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp