Rio Grande do Sul debate enfrentamento aos eventos climáticos extremos na COP28

Evento reúne em Dubai, nos Emirados Árabes, autoridades mundiais nas discussões sobre o enfrentamento das mudanças climáticas

Publicado por
14:24 - 30/11/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Rio Grande do Sul debate enfrentamento aos eventos climáticos extremos na COP28

Foto: COP/Divulgação

O enfrentamento aos eventos climáticos extremos priorizando a proteção da vida será o foco dos representantes do governo do Rio Grande do Sul na Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (COP28). O evento, que reúne autoridades mundiais nas discussões sobre o enfrentamento das mudanças climáticas, inicia-se nesta quinta-feira (30/11) e segue até 12 de dezembro, em Dubai, nos Emirados Árabes.

Durante 13 dias, milhares de pessoas, de diferentes nacionalidades, passarão pela Expo City, lugar escolhido para receber os visitantes desta edição. O governo gaúcho será representado pelo vice-governador Gabriel Souza, que estará presente nos primeiros dias do evento.

A titular da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), Marjorie Kauffmann, fará parte da comitiva e estará em Dubai, participando das discussões relacionadas ao clima, até 10 de dezembro.

“Nosso objetivo ao participar desses eventos é mostrar a realidade do Rio Grande do Sul, buscando apresentar as nossas cadeias produtivas e a conciliação entre desenvolvimento e preservação ambiental”, disse Marjorie. “Nos anos anteriores, estivemos engajados em mostrar a nossa produção agropecuária sustentável. Neste ano, adicionamos a essa possibilidade a busca por alternativas de adaptação e de minimização dos impactos das mudanças climáticas”, pontuou.

A programação do Rio Grande do Sul na COP28 inclui participações em painéis que tratarão sobre os biomas Pampa e Mata Atlântica, transição energética justa, ações diante dos eventos climáticos extremos e estratégias de combate às mudanças climáticas (Proclima2050). O cronograma contará, ainda, com a participação em assembleias e mesas redondas, reuniões subnacionais e com bancos de fomento, anúncios e visitas técnicas.

O representante da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação (Seapi) na COP 28 será o engenheiro florestal e coordenador do Comitê Gestor do Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono no Rio Grande do Sul (Plano ABC+ RS), Jackson Brilhante. Ele discutirá na conferência as ações e políticas que vêm sendo implementadas na agricultura gaúcha.

“O Estado possui oito metas a cumprir até 2030 para o controle das emissões de gases do efeito estufa. Com isso, teremos uma expansão de 4,6 milhões de hectares com agricultura de baixo carbono e a mitigação de 75 milhões de dióxido de carbono equivalente (tCO2eq) com a adoção dessas práticas agrícolas”, afirmou o coordenador do ABC+ RS.

Representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec) acompanharão o vice-governador nos primeiros dias da conferência. Além da Sema e da Seapi, farão parte do grupo integrantes da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam).

O Rio Grande do Sul enviou representantes para a COP27, no Egito, e para a COP26, na Escócia, quando reafirmou o compromisso de neutralização das emissões de carbono até 2050.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp