RS registra queda expressiva em crimes violentos no primeiro semestre de 2024

Latrocínios e feminicídios reduzem significativamente; roubo de veículos atinge menor índice histórico

Publicado por
06:00 - 11/07/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
crimes

Foto: Brigada Militar

O Rio Grande do Sul encerrou o primeiro semestre de 2024 com uma queda significativa nos crimes violentos, conforme dados divulgados pela Secretaria da Segurança Pública (SSP). Os latrocínios, por exemplo, apresentaram uma redução de 28% em comparação ao mesmo período do ano anterior, passando de 25 para 18 casos registrados. Esses números foram publicados no site da SSP nesta quarta-feira (10/7).

Os indicadores também revelaram uma diminuição de 36% nos casos de feminicídio, com 28 mortes registradas nos primeiros seis meses deste ano, contra 44 no mesmo período de 2023. Os homicídios, por sua vez, caíram 17,8%, totalizando 726 vítimas em 2024, frente às 883 no ano anterior.

Além dos crimes contra a vida, os delitos contra o patrimônio também mostraram reduções expressivas. O roubo de pedestres atingiu o menor total da série histórica para o semestre, com uma queda de 45% em relação a 2023. O roubo de veículos também registrou o menor índice da série histórica, com 1.228 casos no primeiro semestre de 2024, uma diminuição de 40% em comparação aos mais de 2 mil casos do mesmo período do ano anterior.

No meio rural, os furtos de gado (abigeato) acompanharam a tendência de queda observada nos demais crimes patrimoniais, com uma redução de 25% nos primeiros seis meses de 2024 comparado ao ano anterior.

Outros pontos destacados incluem a redução de 43,4% nos crimes no transporte coletivo, com 172 ocorrências registradas em 2024 contra 304 no mesmo período de 2023, e uma queda de 16,5% nos delitos em estabelecimentos comerciais.

A análise detalhada dos indicadores de junho pode ser consultada no site oficial da SSP, refletindo a eficácia das ações integradas entre Brigada Militar e Polícia Civil na segurança pública do Estado.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp