Prefeitura de Porto Alegre pede suspensão de resgates voluntários por questões de segurança

Região metropolitana está sob alerta devido à possibilidade novos temporais; é esperado um acumulado de 15mm de chuva nas próximas horas

Publicado por
15:43 - 08/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Prefeitura de Porto Alegre suspende resgates voluntários por questões de segurança. (Foto: Gustavo Mansur/Secom)

Prefeitura de Porto Alegre pede suspensão de resgates voluntários por questões de segurança. (Foto: Gustavo Mansur/Secom)

A capital gaúcha enfrenta novamente condições climáticas adversas nesta quarta-feira (08), com a volta das chuvas intensas e a previsão de fortes ventos. A prefeitura de Porto Alegre emitiu um comunicado solicitando aos voluntários que estão realizando resgates com embarcações suspendam temporariamente suas operações.

Segundo informações da Defesa Civil do Rio Grande do Sul, a região metropolitana de Porto Alegre está sob alerta devido à possibilidade de temporais. Espera-se um acumulado de 15mm de chuva nas próximas horas, acompanhado por rajadas de vento que podem ultrapassar os 80 km/h. Além disso, há risco de queda de raios em toda a região.

Essas condições meteorológicas representam um sério risco para os voluntários envolvidos em operações de resgate, motivo pelo qual a prefeitura optou por solicitar a suspensão temporária dessas atividades. O alerta da Defesa Civil, válido até às 20h desta quarta-feira, visa prevenir danos e garantir a segurança da população.

Situação preocupante do Guaíba:

A situação do rio Guaíba, que banha a capital, continua sendo motivo de preocupação. Ao meio-dia de hoje, o nível do rio atingiu 5,08 metros, sendo que o ponto mais alto registrado durante as enchentes recentes foi de 5,33 metros. Embora o nível esteja em trajetória de queda, ainda persiste a preocupação com a segurança das áreas ribeirinhas.

Vale destacar que a cota de alerta do Guaíba é de 2,5 metros, enquanto a cota de inundação é de 3 metros. Nas históricas enchentes de 1941, o rio atingiu um nível entre 4,75 e 4,76 metros.

Outros rios importantes do estado, como o Taquari e o Caí, também estão sendo monitorados de perto. O rio Taquari, em Muçum, está atualmente em 5,82 metros, enquanto o rio Caí, em Feliz, registrou 3,05 metros.

As autoridades continuam atentas à evolução da situação e orientam a população a seguir as recomendações de segurança e evitar deslocamentos desnecessários durante o período de instabilidade climática.

Em caso de necessidade, a população pode acionar os serviços de emergência através dos números 190 (Polícia Militar) ou 193 (Corpo de Bombeiros).

 

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp