Governo do Estado agiliza repasses financeiros para famílias afetadas pela enchente

Foi iniciada a transferência de recursos do programa Volta por Cima e dos valores arrecadados pelo pix SOS Rio Grande do Sul. Para agilizar a assistência, os programas foram reformulados, reduzindo a burocracia envolvida nos repasses

Publicado por
18:31 - 17/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Como forma de apoiar as famílias afetadas pela enchente no Rio Grande do Sul, o governo do Estado iniciou a transferência de recursos do programa Volta por Cima e dos valores arrecadados pelo pix SOS Rio Grande do Sul. Para agilizar a assistência, os programas foram reformulados, reduzindo a burocracia envolvida nos repasses.

Para acelerar a destinação de recursos, o governo implementou uma nova metodologia baseada no mapeamento das áreas afetadas, coordenado pelo Departamento de Economia e Estatística (DEE), vinculado à Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão (SPGG). Com o cruzamento desses dados com as informações do Cadastro Único (CadÚnico), serão identificadas as famílias que atendem aos critérios dos programas, permitindo que os benefícios sejam repassados sem um cadastramento.

repasses financeiros

Programa Volta por Cima

Para o Volta por Cima, é necessária a retirada do Cartão Cidadão apenas se o responsável pelo núcleo familiar ainda não o possua. Nesse caso, o cartão será emitido automaticamente após a identificação da família e poderá ser retirado em uma agência designada do Banrisul na cidade do beneficiado.

repasses financeiros

Pix SOS Rio Grande do Sul

No caso dos valores arrecadados com o pix SOS Rio Grande do Sul, a Caixa Federal, em parceria com o governo estadual, será responsável por emitir o cartão do benefício. Com os recursos do pix, o governo atenderá famílias não contempladas pelo Volta por Cima, ampliando o apoio a uma faixa maior da população que precisa de auxílio.

 

Primeiras distribuições de recursos

Inicialmente, 428 famílias no Vale do Taquari receberão o valor de R$ 2 mil, disponibilizado pelo Comitê Gestor dos recursos, a partir desta sexta-feira (17). A distribuição considerou as áreas mais afetadas do Estado que já possuem condições estruturais para começar o processo de recuperação e reconstrução. Outras fases de pagamento serão divulgadas nos próximos dias, abrangendo novas cidades.

Pagamentos do programa Volta por Cima também começam nesta sexta-feira (17), com a distribuição de R$ 18,1 milhões para 7.269 famílias desabrigadas ou desalojadas em 62 municípios. Cada núcleo familiar receberá uma parcela única de R$ 2,5 mil, conforme critérios estabelecidos pelo Decreto Estadual 57.607/2024. A nova edição do programa deverá beneficiar 40 mil novas famílias, distribuindo mais de R$ 50 milhões em recursos. Com essas medidas, espera-se não apenas amenizar os impactos imediatos da tragédia, mas também proporcionar um alicerce para a reconstrução da vida das comunidades.

enchente

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp