Estado homologa licitação de empresa que reconstruirá trecho da ERS-129, em Muçum

A previsão é de que a obra deve ser concluída em dois meses. Enquanto isso, o trânsito é feito por meio de um desvio emergencial

Publicado por
17:37 - 10/06/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Foto: Divulgação/Governo do Estado

O processo licitatório foi coordenado pela Secretaria de Logística e Transportes (Selt) e da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR). A homologação da empresa que irá reconstruir o trecho de 100m, no km 88 da ERS-129, em Muçum, ocorreu na última sexta-feira (07). O trajeto desmoronou em virtude das chuvas no Vale do Taquari, no mês de maio.

A concorrência pública foi realizada no dia 06, no site de pregões do Banrisul. A vencedora é a Matt Construtora, de Vila Maria. Três empresas participaram da disputa pelo menor valor global. A vencedora fará a elaboração do projeto executivo e a obra de reconstrução do talude e do aterro.

A ação integra o Plano Rio Grande. O projeto está estimado em R$ R$ 8,84 milhões, com recursos próprios, provenientes da praça de pedágio da EGR. Conforme o governO do Estado, a ordem de início deve ser assinada nos próximos dias. A previsão é de que a obra seja concluída em dois meses

Enquanto isso, o trajeto é realizado por meio de um desvio emergencial construído pela EGR, ao lado do km 88 da ERS-129, em Muçum. Para proporcionar segurança aos usuários, o desvio está disponível apenas para automóveis, vans, ambulâncias e caminhões com peso máximo de seis toneladas, das 7h às 19h. O trecho funciona no sistema pare e siga, devido às dimensões reduzidas da via alternativa.

A EGR pavimentou três quilômetros da estrada vicinal da Linha São Luís, que serve como desvio alternativo, visando aprimorar a trafegabilidade de veículos de emergência e da população que se desloca entre Muçum, Vespasiano Corrêa, Dois Lajeados e Guaporé.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp