Lula volta ao RS nesta quarta para anunciar novas medidas de ajuda na reconstrução do Estado

Ações foram definidas durante reuniões com representantes dos três poderes e ministros de Estado, desde a última segunda-feira

Publicado por
08:32 - 15/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Foto: Secom/PR

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva volta ao Rio Grande do Sul nesta quarta-feira (15). A viagem ocorre dois dias depois de uma reunião ministerial na segunda-feira (13), e um encontro com os presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco; e o vice-presidente do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin. Também participaram os ministros Rui Costa (Casa Civil), Fernando Haddad (Fazenda), Waldez Góes (Integração e Desenvolvimento Regional) e Paulo Pimenta (Secretaria de Comunicação da Presidência).

O objetivo das reuniões foi realizar um alinhamento de informações para a elaboração de um conjunto de medidas para a recuperação do Estado. O anúncio está marcado para a partir das 12h30 desta quarta, no auditório da Universidade do Vale do Sinos (Unisinos), em São Leopoldo.

Entre as medidas já adotadas, na área econômica, nesta segunda-feira, o governo federal anunciou que vai enviar ao Congresso Nacional uma proposta de suspensão por três anos da dívida que o Rio Grande do Sul tem com a União, liberando R$ 11 bilhões para um fundo para a reconstrução. Além disso, R$ 12 bilhões referentes a juros do estoque total da dívida serão perdoados.

Esta será a terceira visita do presidente ao Rio Grande do Sul desde o início da crise climática, no fim de abril. Desde o dia 1º de maio, o governo federal deslocou uma força-tarefa, que envolve mais de 25 mil profissionais. Entre as funções, o salvamento e resgate de pessoas e animais, a ajuda no restabelecimento de serviços e infraestruturas danificadas, o acolhimento de desabrigados e desalojados e a logística para levar mais de 2 mil toneladas de donativos via Correios e Força Aérea Brasileira em menos de dez dias.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp