Viviane Lyra quebra recorde brasileiro na marcha atlética após hepatite

Ela terminou os 35km com o tempo de 2h44m40 no Mundial de Atletismo

Publicado por
10:02 - 24/08/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Além de Viviane Lyra, outras duas brasileiras também participaram da prova

Além de Viviane Lyra, outras duas brasileiras também participaram da prova (Foto: Wagner Carmo/Cbat/Divulgação)

A atleta Viviane Lyra voltou a brilhar nas pistas do Mundial de Atletismo, que está sendo disputado em Budapeste, na Hungria. Após terminar em oitavo nos 20km, com direito a índice olímpico para Paris 2024, ela beliscou o pódio com um quarto lugar nos 35km da marcha atlética. A brasileira terminou com o tempo de 2h44m40, quebrando o recorde do país.

Mas, o desempenho de Viviane Lyra tem um toque especial. Diagnostica com hepatite em junho, durante o GP de La Coruña, na Espanha, ela precisou parar seus treinos por aproximadamente duas semanas, o que impacta diretamente no rendimento dos atletas. Após a prova em Budapeste, a atleta celebrou o seu resultado.

“Este quarto lugar tem gosto de medalha”, e complementou. “Preciso agradecer a muita gente e a Deus acima de tudo. Vim de uma doença, de uma hepatite. Fiquei fora do Troféu Brasil e do Campeonato Sul-Americano, mas me recuperei. Consegui esse grande resultado”.

Viviane Lyra também destacou que seguirá sua preparação de olho em outras conquistas pelo país, e projetando as disputadas de 2024.

“Brasil, vamos adiante. Temos muito trabalho pela frente. Se Deus quiser com saúde, com uma preparação sem os problemas deste ano”.

Além dela, o Brasil teve outras duas representantes na prova. Elianay Pereira, que ficou em 36º lugar, com 3h16m11s. Já Érica Sena acabou abandonou a competição no quilômetro 16.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp