Presidente e quatro jogadores do Palmas morrem após queda de avião no Tocantins

Um avião com parte da delegação do Palmas Futebol e Regatas, que disputa a Série D do Campeonato Brasileiro, caiu…

Publicado por
13:07 - 24/01/2021

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Um avião com parte da delegação do Palmas Futebol e Regatas, que disputa a Série D do Campeonato Brasileiro, caiu logo após a decolagem no distrito de Luzimangues, em Porto Nacional, no Tocantis.

O acidente aéreo matou o presidente do clube, Lucas Meiras, de 32 anos, e quatro jogadores: Lucas Praxedes, 23 anos, Guilherme Noé, 28, Ranule, 27 e Marcus Molinari, 23. O piloto, identificado apenas como Comandante Wagner, também morreu na queda do avião. A idade dele e imagem não foram divulgadas até o momento.

A equipe enfrentaria o Vila Nova pela Copa Verde em Goiânia. A partida estava programada para esta segunda-feira (25). O time goiano emitiu nota lamentando o acidente e informando que vai colaborar para o adiamento da partida.

As vítimas:

Lucas Praxedes, 23 anos

Posição: lateral-esquerdo

Começou a carreira no Inter de Limeira, se formou no Capivariano e passou por equipes como Marília, Botafogo-PB e Palmas.

 

Ranule, 27 anos

Posição: goleiro

Iniciou sua trajetória no Democrata, de Sete Lagoas. Rodou por clubes de Minas Gerais e nos últimos anos atuou por clubes cariocas como Resende e Portuguesa-RJ. Chegou ao Palmas em 2021.

 

Marcus Molinari, 23 anos

Posição: atacante

Filho do ex-atacante Marinho, que rodou por times do futebol mineiro e se destacou em 2006 no Atlético-MG, Molinari surgiu no Villa Nova-MG, passou pelo time sub-23 do Santos, Tupi, Ipatinga, até chegar ao Palmas em 2021.

 

Guilherme Noé, 28 anos

Posição: Volante/Zagueiro

Começou sua carreira no Corinthians, teve passagem ainda pelas categorias de base do Internacional e desde 2013 rodou por 14 equipes do futebol brasileiro, entre elas Ipatinga, Tupi e Palmas.

 

Lucas Meira, 32 anos

Presidente do Palmas

O empresário Lucas Meira é natural de Goiânia. Morava em Palmas desde 2007, onde se formou em Agronomia. Ele passou perto de se candidatar a vice-prefeito de Palmas em 2020, mas desistiu por conta de processos judiciais em que estava envolvido em Goiânia.

 

 

 

 

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp