Marta se despede das Copas do Mundo como maior artilheira da história

Jogo contra a Jamaica nesta quarta representou a última partida da rainha do futebol em mundiais

Publicado por
13:27 - 02/08/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Marta marcou 18 gols em Copas

Marta marcou 18 gols em Copas (Foto: Thais Magalhães/CBF/Divulgação)

A maior jogadora de todos os tempos se despediu das Copas do Mundo sem conseguir atingir um de seus maiores sonhos: dar a primeira estrela ao Brasil. Aos 37 anos, a rainha Marta pendurou as chuteiras em mundiais. O empate contra a Jamaica nesta quarta-feira (2) foi o encerramento de sua trajetória na competição.

As condições físicas impediram que a participação da camisa 10 fosse mais impactante. Mesmo disputando os três jogos, Marta foi titular apenas no último confronto da fase de grupos. Antes, nas partidas contra Panamá e França, não marcou gols ou deu assistências. Mas, seu nome sempre será lembrado nas Copas. Com 18 bolas na rede em 20 partidas distribuídas em seis edições, ela é maior artilheira dos mundiais entre homens e mulheres, superando o alemão Miroslav Klose (16) e o também brasileiro Ronaldo (15).

“Não era, nem nos meus piores pesadelos, a Copa que eu sonhava. Mas é só o começo. O povo brasileiro pedia renovação. Está tendo renovação. A maioria das meninas tem muito talento e um caminho enorme pela frente. É só o começo para elas. Eu termino aqui, mas elas continuam”, declarou a rainha do futebol após o jogo.

Marta ainda não disse se vai ou não seguir atuando pela Seleção Brasileira. Em 2024, o país buscará o também inédito ouro olímpico em Paris. Com a camisa canarinho, acumula 189 jogos e 122 gols, sendo disparada a maior artilheira da história do país entre homens e mulheres.

“A gente tem que continuar apoiando essas meninas, porque esse é só o começo para elas. E ano que vem já tem a Olimpíada. Então, da mesma maneira que a galera estava empolgada no começo da Copa, apoiando a gente, seleção feminina, futebol feminino do Brasil, que continue apoiando. Que não seja só no momento, mas que seja contínuo, porque o trabalho tem que continuar”.

Pela Seleção, Marta tem duas medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de 2003 e 2007, e as conquista da Copa América em 2003, 2010 e 2018. Ela também foi vice-campeã da Copa em 2007 e conquistou medalhas de prata nas Olimpíadas de 2004 e 2008.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp