Inter decepciona e não passa de um 0 a 0 contra o Real Tomayapo pela Copa Sul-Americana

Com muitas mudanças na equipe, time colorado voltou a jogar mal e terminou a partida sob vaias no Beira-Rio

Publicado por
23:35 - 10/04/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Foto: Fabiano do Amaral

Jogando em casa contra um adversário que debuta em competições internacionais em 2024, o Intermostrou-se inofensivo. Não conseguiu vencer o Real Tomayapo, da Bolívia, na noite desta quarta-feira, 10, e complicou a sua vida na Copa Sul-Americana. Após o empate por 0 a 0, houve protestos no Beira-Rio. Agora, o time colorado, que segue sem vencer na competição, volta-se para a estreia no Brasileirão, neste sábado, contra o Bahia, às 18h30min, no Beira-Rio.

Já de olho na estreia no Brasileirão, Eduardo Coudet poupou alguns titulares. Mesmo assim, jogadores importantes, como Borré, Alan Patrick, Alario e Mercado, começaram em campo. Ou seja, na comparação com o adversário, que investe apenas R$ 350 mil no pagamento de seus jogadores, ainda havia um abismo técnico entre os dois times.

Apesar disso, o Inter não conseguiu se impor. Nervoso e sem alternativas para atacar, limitou-se a trocar passes na intermediária, principalmente no primeiro tempo. Nas arquibancadas, a torcida mostrou impaciência desde o início do jogo. Aos 20 minutos, Igor Gomes falhou e deixou a bola para Noble, que chuta cruzado e Rochet fez a defesa.

A primeira vez que o Inter construiu algo produtivo foi aos 25 minutos, quando Borré foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro. Alario chegou um instante atrasado. Depois, aos 40, Thiago Maia experimentou um chute da intermediária, obrigando o goleiro Galindo, de menos de 1,80 metro, a espalmar para escanteio. Quando terminou o primeiro tempo, a torcida se manifestou com vaias no Beira-Rio.

Coudet tentou mexer na equipe. Trocou Igor Gomes e Alario por Bustos e Maurício. Porém, apenas três minutos após o início da etapa final, Alan Patrick sentiu uma lesão muscular na coxa direita e precisou ser substituído. Lucca entrou na vaga.

O Inter, diante da obrigação de buscar a vitória, aumentou a pressão. O Real Tomayapo, por sua vez, renunciou completamente ao ataque. Aos 7 minutos, Maurício levantou para a área e Borré concluiu de cabeça, mas Galindo fez a defesa. Depois, aos 19, Lucca marcou, mas o árbitro anulou porque Borré havia feito falta no goleiro. Coudet mexeu outra vez, colocando Wanderson no lugar de Thiago Maia.

O time colorado seguiu buscando, mesmo que sem jeito. Aos 27, Bernabei cruzou e Wesley quase marcou. Mallo errou um gol incrível aos 34. Depois, aos 44, Lucca acertou o poste de cabeça. E foi só. O Inter agora só volta a jogar pela Copa Sul-Americana no dia 25, contra o Delfín, no Equador, em partida que será às 23h (de Brasília).

Ficha técnica:

INTER: Rochet, Hugo Mallo, Igor Gomes (Bustos), Mercado e Bernabei; Thiago Maia (Wanderson), Bruno Henrique, Alan Patrick (Lucca) e Wesley (Gustavo Prado); Lucas Alario (Mauricio) e Rafael Borré. Técnico: Eduardo Coudet.

REAL TOMAYAPO: Pedro Galindo, Juan Orellana, Juan Rioja, Aldair Cantillo e Hallysson Padilha; Agustín Alcaraz, Sergio Villamíl (Mijail Avilés), Mirko Tomianovic (M. Hernández) e Leonardo Justiniano; Matías Noble (Jaime Villamíl) e Agustín Graneros. Técnico: Cristian Aran.

Fonte: Correio do Povo

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp