Prefeito de Caxias do Sul participa de atividades COP 28 em Dubai

Adiló Didomenico participa da COP 28 com todas as despesas pagas pela organização

Publicado por
05:49 - 02/12/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Prefeito de Caxias do Sul participa de atividades COP 28 em Dubai

Prefeito de Caxias do Sul participa de atividades COP 28 em Dubai

O protagonismo das cidades é uma das marcas da 28ª Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU), a COP 28, em Dubai. O evento promove aproximação e troca de experiências entre prefeitos do mundo inteiro, que lidam diretamente com causas e efeitos diferentes e específicos de um problema global.

“Tanto o dano quanto a solução do dano são locais. É muito mais fácil os municípios, que conhecem a realidade local, encontrarem formas adequadas de atuar”, destaca o prefeito de Caxias do Sul, Adiló Didomenico, que participa da COP 28 a convite dos organizadores, com todas as despesas pagas.

Adiló Didomenico participa da COP 28 com todas as despesas pagas pela organização

A agenda de sexta-feira (01/12) foi marcada por uma integração muito grande entre prefeitos do mundo todo. Começou com um café da manhã, seguiu com todos indo juntos de metrô para a Expo City e prosseguiu com almoço e palestra sobre o papel dos municípios. “Desses encontros surgiram ideias de implantar em Caxias projetos de outros municípios e, principalmente, todos os municípios ficaram muito entusiasmados com o projeto de Caxias”, afirma o diretor da Secretaria Municipal do Meio-Ambiente, Daniel Caravantes. O prefeito foi convidado para apresentar o Plano Municipal da Mata Atlântica (PMMA) em um painel organizado pelo governo do Estado, neste domingo (03).

O prefeito acompanhou os discursos do secretário geral da ONU, Antonio Gutérres, que defendeu ações imediatas e vontade política para evitar “colapso e incêndio do planeta”, e de chefes de Estado, entre eles a manifestação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Fizemos bons contatos com pessoas do governo federal e de organismos internacionais que financiam projetos na área ambiental”, acrescenta Adiló.

Adiló também esteve na reunião do consórcio Brasil Verde – Governadores pelo Clima. O grupo criado durante a COP26, em Glasgow (Escócia), em 2021, é formado pelos governos estaduais que apoiam o cumprimento do Acordo de Paris. No encontro, o Rio Grande do Sul assumiu a coordenação do bioma Pampa. O Estado esteve representado pelo vice-governador Gabriel Souza e pela secretária estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), Marjorie Kauffmann. O objetivo do governo é ampliar as ações de proteção e recuperação do Pampa, presente em 68% do território gaúcho.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp