Olímpico pode virar cidade provisória para vítimas de enchentes no RS

Grêmio foi consultado pela prefeitura sobre a possibilidade de utilizar o local e colocou o assunto para análise do Conselho de Administração e Conselho Deliberativo

Publicado por
17:54 - 20/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Foto: Guilherme Testa / CP Memória

O Estádio Olímpico Monumental, a antiga casa do Grêmio, pode ser transformado em uma cidade provisória para abrigar vítimas das enchentes que devastaram o Rio Grande do Sul. A prefeitura de Porto Alegre consultou o Grêmio sobre a possibilidade de usar o local, que está atualmente abandonado. O clube tricolor colocou a questão em análise pelo Conselho de Administração e pelo Conselho Deliberativo, com uma decisão esperada até quarta-feira, dada a urgência da situação.

Contexto das Enchentes

Nas últimas semanas, chuvas históricas atingiram o Rio Grande do Sul, afetando 463 municípios. Segundo a Defesa Civil, mais de 500 mil pessoas foram desalojadas e 76 mil estão em abrigos. O número de mortos chegou a 157, com 806 feridos e 88 desaparecidos.

Reativação do Olímpico

O Estádio Olímpico deixou de ser utilizado pelo Grêmio em 2012, quando o clube se mudou para a Arena do Grêmio. O estádio foi parte do pagamento à construtora OAS pela nova arena, e o local estava destinado à demolição para a construção de um condomínio residencial. No entanto, disputas entre a diretoria do Grêmio e a empresa têm impedido o início do projeto. Recentemente, o estádio foi reativado como centro de coletas de doações para as vítimas das enchentes.

Alternativas e Planos

Além de Porto Alegre, outras três regiões estão sendo consideradas para abrigar os desabrigados: São Leopoldo, Canoas e Guaíba. A urgência da situação requer uma decisão rápida sobre o uso do Olímpico. A prefeitura de Porto Alegre e a Defesa Civil estão coordenando os esforços para encontrar soluções provisórias para as pessoas afetadas pelas enchentes.

Histórico do Estádio Olímpico

Inaugurado em 19 de setembro de 1954, o Estádio Olímpico viu o Grêmio vencer o Nacional-URU por 2 a 0 em sua partida inaugural. O último jogo no estádio foi em 17 de fevereiro de 2013, quando o Grêmio derrotou o Veranópolis por 1 a 0 no Campeonato Estadual. O Olímpico sediou 1767 partidas do Grêmio, além de jogos da seleção brasileira e concertos internacionais de grande porte, como os shows de Madonna, Sting e Eric Clapton.

Impacto no Futebol Gaúcho

A CBF adiou os jogos de todos os clubes gaúchos até o dia 27 de maio, e a Conmebol remarcou as datas da Libertadores. A equipe do Grêmio está treinando no CT Joaquim Grava, em São Paulo, nas dependências do Corinthians, e aguarda a chegada do técnico Renato Gaúcho. Devido às inundações, o aeroporto Salgado Filho está com as atividades paradas até o dia 30 de maio, dificultando os deslocamentos.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp