Diagnóstico de funcionamento do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, deve ser concluído em quatro semanas

Presidente-executivo da matriz alemã da empresa, Stefan Schulte, comunicou que virá ao Brasil nos dias 17 e 18 de julho para definir o cronograma de reabertura

Publicado por
11:40 - 19/06/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Diagnóstico de funcionamento do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, deve ser concluído em quatro semanas

Foto: Rafa Neddermeyer/ Agência Brasil

O diagnóstico das condições da pista e de equipamentos essenciais ao Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, deve ser concluído em quatro semanas. A previsão foi compartilhada pela concessionária Fraport em videoconferência com os ministros Rui Costa (Casa Civil), Paulo Pimenta (Secretaria Extraordinária de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul) e Silvio Costa Filho (Portos e Aeroportos).

De acordo com Pimenta, o presidente-executivo da matriz alemã da empresa, Stefan Schulte, comunicou que virá ao Brasil nos dias 17 e 18 de julho para definir o cronograma de reabertura:

Possivelmente, nós não vamos voltar com o aeroporto funcionando 100% da sua capacidade. Isso é absolutamente compreensível e natural. Agora, nós precisamos e insistimos na ideia, é isso que pensa o governo brasileiro, que nós precisamos que o aeroporto reabra em condições de segurança o mais rapidamente possível”.

Silvio Costa Filho, por sua vez, pontuou que tudo vem sendo feito para acelerar a reabertura do aeroporto de forma segura. “Toda área do terminal já está limpa. Segundo, o terminal de cargas foi reaberto na última quarta-feira, já que 80% desse terminal é operado de maneira rodoviária. E há hoje uma grande mobilização da própria Fraport e de toda a área técnica para fazer as análises do bom funcionamento do aeroporto para a reabertura”, disse.

Costa Filho falou também sobre a ideia do governo federal para aumentar a malha viária no Rio Grande do Sul. “Essa semana, já foram autorizados mais 2 slots, temos 7 slots autorizados. Na próxima semana, vamos autorizar mais 3. Nós estamos falando em 10 voos diários, o equivalente a 70 voos semanais, que dá 140 a origem e destino. Entre o dia 16 ao dia 30, nós teremos mais de 16 mil assentos indo para o Rio Grande do Sul, nos 6 aeroportos regionais.”

O ministro disse que, na próxima semana, será implementado em Caxias do Sul o ILS, abreviação de Instrument Landing System, conhecido em português como Sistema de Pouso por Instrumento, que fornece aos pilotos informações essenciais que auxiliam na aterrissagem sob condições de teto e visibilidade restritas. “Vai ajudar na visibilidade noturna e na navegabilidade, para a gente poder melhorar cada vez mais a navegação, sobretudo do aeroporto de Caxias do Sul”.

Fonte: O Sul

 

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp