Paraná tem 27 municípios em situação de emergência

O balanço mostra também que os temporais registrados já atingiram 131 cidades ao longo dos últimos dias

Publicado por
16:57 - 04/11/2023

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Paraná tem 27 municípios em situação de emergência

Foto: Defesa Civil Paraná

A Defesa Civil do Paraná informou que pelo menos 27 municípios do estado se encontram em situação de emergência: Boa Esperança do Iguaçu, Capitão Leônidas Marques, Clevelândia, Contenda, Espigão Alto do Iguaçu, Faxinal, Guamiranga, Imbituva, Ipiranga, Manoel Ribas, Nova Esperança do Sudoeste, Nova Laranjeiras, Nova Prata do Iguaçu, Pato Branco, Pérola do Oeste, Pitanga, Ponta Grossa, Prudentópolis, Rio Branco do Sul, Salto do Lontra, Santa Izabel do Oeste, Santa Maria do Oeste, São João, Saudade do Iguaçu, Sulina, Verê e Virmond.

O balanço mostra também que os temporais registrados no Paraná já atingiram 131 cidades ao longo dos últimos dias, sendo que pelo menos 93.037 pessoas foram afetadas pelas fortes chuvas no estado. Dessas, 1.079 estão desabrigadas (necessitam de abrigos públicos) e 4.926 estão desalojadas (refugiadas na casa de parentes ou amigos).

Tempo estável

Ainda de acordo com a Defesa Civil do Paraná, o tempo volta a ficar estável neste sábado (4) em todo o estado após as tempestades registradas ao longo dos últimos dias. No oeste, sudoeste e centro-sul do Paraná, pode haver um pouco de nebulosidade ao longo do dia e o órgão não descarta “algum chuvisco”. “Ventos sopram com intensidade moderada, predominantes de sudoeste, nas regiões sul e leste do estado”.

Fonte: Agência Brasil 

 

Leia também: Três famílias estão ilhadas em Barra do Rio Azul, no norte gaúcho, após enchentes

Três famílias estão ilhadas em Barra do Rio Azul, no norte gaúcho, com a cheia do Rio Paloma, que se encontra com o Rio Azul. O município teve o Centro atingido, destruindo lojas, bancos e casas da região central após a enchentes desta sexta-feira, dia 3. No último dia 13 de outubro, a cidade havia decretado situação de emergência pelos temporais. Conforme o prefeito Marcelo Arruda, as pontes que davam acessos às residências foram arrastadas com as chuvas.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp