Infraero assume a gestão de três aeroportos no interior do Rio Grande do Sul

Aeroporto Regional de Torres é o mais preparado para iniciar voos de passageiros

Publicado por
13:47 - 21/06/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Infraero assume a gestão de três aeroportos no interior do Rio Grande do Sul. (Foto: PMT/Divulgação)

Infraero assume a gestão de três aeroportos no interior do Rio Grande do Sul. (Foto: PMT/Divulgação)

Para amenizar a demanda de voos em razão do fechamento do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, a Infraero assumirá a gestão de três aeroportos no interior do Rio Grande do Sul. As definições serão anunciadas pelo governo federal ainda nesta semana.

Na quinta-feira (13), técnicos da Infraero e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) inspecionaram os aeroportos de Torres, Canela e Vacaria. O plano prevê o início das operações em pelo menos um desses locais dentro de 30 dias.

O Aeroporto Regional de Torres é o mais preparado para iniciar voos de passageiros. Segundo a companhia, a pista está em boas condições, mas o terminal necessita de ajustes e o cercamento da área deve ser reforçado. Localizado na Estrada do Mar (RS-389), a cerca de duas horas de Porto Alegre, o aeroporto de Torres possui uma pista de 1.500 metros de comprimento por 30 metros de largura.

(Foto: PMT/Divulgação)

Inicialmente, os voos na cidade litorânea serão operados por aeronaves ATR, turboélice, utilizadas pela Azul e pela Voepass no Brasil. Essas aeronaves transportam até 70 passageiros e são comuns na aviação regional. Em 60 a 90 dias, o aeroporto de Torres poderá receber aviões maiores, como os modelos 737 da Gol e A320 da Azul e da Latam. Torres é vista como a melhor alternativa emergencial a Porto Alegre, principalmente por ser menos afetada por nevoeiros nesta época do ano.

O planejamento da Infraero inclui também a operação de voos de passageiros no aeroporto de Vacaria, que necessitará da montagem de um terminal temporário. Canela será o terceiro aeroporto a operar, após melhorias em sua infraestrutura.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp