Garibaldi aplica novo método para combate ao mosquito da dengue

O município não registrou, até o momento, casos de dengue.

Publicado por
15:33 - 30/01/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

A Prefeitura de Garibaldi, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), implantará um novo método no combate ao mosquito da dengue, a partir da instalação de “Ovitrampas”, que simula um ambiente propício para a procriação do Aedes aegypti. O mosquito também é transmissor de doenças como zika vírus e chikungunya.

Leia também:
Prefeitura de Carlos Barbosa realiza Concurso e Processo Seletivo com salário de até R$ 15.153,54   

A nova técnica será aplicada da seguinte maneira: um vaso de planta será preenchido com água, que ficará parada, atraindo o mosquito. Nele, são inseridas palhetas de madeira (Eucatex) que facilita que a fêmea do Aedes coloque seus ovos. “Estaremos iniciando a instalação dessas armadilhas em pontos específicos do município. Assim, nossos agentes conseguirão observar de forma mais rápida e eficiente a quantidade de mosquitos na região, para que possamos acelerar as ações de combate, sem que o inseto se desenvolva”, explica o coordenador da equipe de Controle da Dengue e Simulídeos, Carlos Veiga.

O equipamento fica no local por um período de sete dias. A cada semana a palheta de madeira é substituída. Pela quantidade de ovos, ou ausência deles, a Prefeitura saberá se há fêmeas com foco no raio de nove quarteirões da armadilha, gerando um monitoramento da região.

A secretária da Saúde, Clarisse Lagunaz, reforça a importância da prevenção. “Todos nós precisamos estar atentos com os objetos depositados nos quintais, piscinas, caixa d’águas abertas, vasos de plantas, pneus, entre outros, que ficam com água acumulada para evitar a proliferação do Aedes Aegypti” , enfatiza.

Combate 

Outro método que está sendo desenvolvido em Garibaldi desde o ano passado é a Crotalária. Até o momento, a SMS já realizou o plantio de cerca de 1.000 mudas, que também auxiliam no combate ao Aedes aegypti. A sua flor de coloração amarela exala um odor que atrai as libélulas, que são predadores naturais do mosquito.

A equipe de Controle da Dengue e Simulídeos seguirá com a ação, com o cultivo das estas mudas em diferentes pontos da cidade, como barragem, praças e parques, para que não haja proliferação do mosquito.

A Secretaria também informa para os moradores do município que tenham interesse em plantar a Crotalária em suas residências, que há sementes disponíveis na Coordenadoria de Endemias, que está localizada nos fundos do Posto de Saúde São Francisco.

Além disso, as equipes atuam na fiscalização dos focos de mosquito. Denúncias podem ser feitas pelo telefone: (54) 3462-8197.

Medidas de prevenção

A melhor forma de prevenir da dengue é evitar focos do mosquito, eliminando reservatórios com água parada:

– Retire os pratos dos vasos de plantas ou coloque areia até a borda dos pratos para evitar o acúmulo de água;
– Livre-se de objetos que acumulam água;
– Armazene as garrafas vazias, baldes e vasos com o gargalo para baixo;
– Mantenha as caixas d’água, poços, barris e lixeiras bem vedados;
– Mantenha as calhas desobstruídas e livres de folhas e galhos;
– Trate piscinas com cloro;
– Tenha cuidado com o lixo (amarre bem as sacolas, e deposite-as corretamente em lixeiras);

Outras medidas de proteção individual que podem ser adotadas são o uso de repelentes e inseticidas, a instalação de mosquiteiros e telas em portas e janelas.

Fotos: Pixabay/Divulgação

Garibaldi

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp