Centro de Especialidades do Hospital São Pedro de Garibaldi ultrapassa 2,5 mil atendimentos

Governo firmou um novo convênio para repassar mais de R$1,6 milhão para o Hospital São Pedro de Garibaldi

Publicado por
10:01 - 19/12/2022

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Centro de Especialidades do Hospital São Pedro de Garibaldi ultrapassa 2,5 mil atendimentos

Foto: Divulgação

O novo Centro de Especialidades do Hospital São Pedro de Garibaldi (HBSP), inaugurado no dia 27 de outubro e que iniciou o efetivo funcionamento em 01 de novembro, atendeu, nos seus primeiros 45 dias, um total de 2.639 pacientes. Do total, 2.005 atendimentos ao Sistema Único de Saúde (SUS), correspondendo a 76% das consultas.

Outro número que chama atenção é o de municípios atendidos no novo empreendimento. Foram 51 municípios, que utilizaram das 26 especialidades médicas diferentes, muitas delas que até pouco tempo atrás não eram oferecidas. O Hospital São Pedro de Garibaldi completará 90 anos de existência em 2023.

 

Governo do Estado firma convênio com o HBSP

O governo do Estado firmou convênios para o repasse de R$ 7 milhões do programa Avançar na Saúde para obras e equipamentos nos hospitais Nossa Senhora Aparecida, em Camaquã, e Beneficente São Pedro, em Garibaldi, que vão proporcionar 1,5 mil novos atendimentos e mais 40 leitos de internação através do Sistema Único de Saúde (SUS).

O convênio assinado que destina R$ 1,69 milhão para o Hospital São Pedro, em Garibaldi. São R$ 904,5 mil para a construção de uma nova área para realização de exames de endoscopia e colonoscopia e mais R$ 788 mil para a aquisição de equipamentos hospitalares como arco cirúrgico, grupo gerador e equipamento polígrafo, que permitirão elevar em 50% os atendimentos, dos 3 mil atuais para 4,5 mil.

Na assinatura, a secretária da Saúde ressaltou que o Avançar já repassou R$ 5,69 milhões para melhorias no hospital. Em janeiro, já tinham sido liberados R$ 4 milhões para a ampliar em 1.104 metros a área de atendimento, abrangendo um novo centro cirúrgico com quatro salas e um setor hemodinâmico. Os repasses do programa Assistir, que distribui os incentivos do Estado aos hospitais com base na produção de serviços, também subiram 360%.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp