Escola de Tênis Fundação Marcopolo atende 50 jovens da Zona Norte de Caxias do Sul

Outras iniciativas esportivas da Fundação já ocorrem, gratuitamente, nas modalidades de Handebol, Futebol, Futsal e Vôlei. Empresa promove também os Jogos Internos para funcionários e familiares durante todo o ano

Publicado por
14:38 - 15/04/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Modalidade foi criada neste ano de 2024 - (Foto: Acervo Fundação Marcopolo)

O esporte vem sendo uma das formas de atuação da Fundação Marcopolo em Caxias do Sul. As iniciativas variadas, incluem diversidade nas modalidades esportivas. Elas são oferecidas a estudantes caxienses por meio de escolas públicas e também para filhos de funcionários da empresa. Uma das novidades deste ano é a criação da Escola de Tênis Fundação Marcopolo. A atividade segue paralelamente com as já ofertadas pela Fundação, como handebol, futebol, futsal e vôlei, e atende 50 jovens de duas escolas da Zona Norte. Agora, a empresa também mobiliza os funcionários para os tradicionais Jogos Internos.

A Escola é um projeto financiado pela LIE Pró-esporte e patrocinado pelo Instituto Elisabetha Randon. Os alunos têm aulas de tênis com professores especializados, acesso a todo material específico para a prática, ganham uniformes de treino e transporte até à sede recreativa da Fundação Marcopolo, onde são realizadas as atividades. O objetivo do projeto é oportunizar a modalidade de tênis e, através do esporte, levar educação e oportunidades a jovens em vulnerabilidade social. A proposta se insere e atua nos territórios mapeados pelo RS Seguro Comunidade, que visa implementar ações em áreas de risco dos municípios gaúchos.

Já as escolas de Handebol e Futebol também atendem jovens de escolas da Zona Norte, com aulas as terças e quintas à tarde. Na modalidade do Handebol, as atividades têm parceria do Projeto Handebol Social — Caxias do Sul da Apahand — Associação dos Pais e Amigos do Handebol. No Futebol, são atendidos 60 jovens da EMEF Senador Teotônio Vilela, que também está integrada ao Projeto Escolas da Fundação e Escola Marcopolo de Criatividade.

A iniciativa tem a parceria da Associação de Pais e Amigos do Futebol (APAFUT). Da mesma forma que a Escola de Tênis, os estudantes têm acesso a todo material necessário, uniformes e transporte. Eles também recebem auxilio no transporte e a Fundação cede seus espaços para os treinos.

Escola de Futebol – Foto: Acervo Fundação Marcopolo

Nas escolinhas de Futsal e Vôlei atendem aproximadamente 100 alunos numa parceria da Fundação Marcopolo com a Escola Esportiva Rizzo/Forqueta. As aulas gratuitas são oferecidas aos filhos dos funcionários da Marcopolo e os treinos são realizados ao longo da semana.

Projetos Escolares – Foto: Acervo Fundação Marcopolo

Jogos Internos 2024

A Fundação Marcopolo também promove, todos os anos, os Jogos Internos aos colaboradores da Marcopolo e seus familiares. Este ano, inspirado nas Olimpíadas que ocorrerão em Paris, o evento adotou um formato olímpico, com cada setor da Marcopolo e empresas parceiras representando um país na busca por medalhas de ouro.

A iniciativa que acontece de fevereiro até dezembro e reforça o compromisso da empresa com a saúde, qualidade de vida e bem-estar de seus colaboradores e dependentes. Além de promover a prática esportiva, o trabalho em equipe e a integração, os Jogos Internos também contribuem para instituições beneficentes por meio de doações de cestas básicas, através das inscrições solidárias. Ao longo do ano, diversas outras modalidades serão realizadas, proporcionando momentos de lazer e descontração.

Os Jogos Internos contam ainda com a participação de três empresas parceiras: Voestalpine Meincol, Sanmartin e Tecnofrio, que viabilizam projetos com atuação da Fundação na comunidade.

Conforme o Coordenador de Esportes da Fundação Marcopolo, Lucas Roberto Zanotti, todas estas iniciativas reforçam o compromisso da Fundação Marcopolo com a qualidade de vida e a promoção de bem-estar e saúde social através do esporte. “O Esporte esteve presente na minha base e está comigo até agora, pois entendo a importância do seu papel tanto na formação de valores quanto na promoção de bem-estar, em tempos onde o equilíbrio e senso de comunidade se fazem tão necessários”, diz Lucas Robert o Zanotti.

Jogos Internos – Foto: Acervo Fundação Marcopolo

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp