Em Gramado, 550 hotéis e restaurantes permanecem fechados

Município também contabiliza mais de mil pessoas desabrigadas sem expectativa de voltar para suas casas

Publicado por
11:46 - 24/05/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp

Foto: Prefeitura de Gramado, divulgação

Ainda sob efeito das chuvas que causaram muitos danos, principalmente por deslizamentos de terra, no município, Gramado, segue com pelo menos 300 hotéis e 250 restaurantes fechados. No município, a prefeitura monitora pelo menos 140 pontos em que ainda há possibilidade de deslizamentos.

Segundo prefeito, Nestor Tissot, “o estrago de Gramado foi muito grande. Temos, depois de três dias de sol, o solo ainda se movimenta. Estamos tendo ainda deslizamentos. Temos quase 140 pontos, monitorados diariamente, ou mais de uma vez por dia, porque [o solo] ainda se movimenta”.

Atualmente o município soma cerca de mil desabrigados, sem expectativa de retorno ou com suas residências destruídas. Apesar disto, a rede escolar funciona normalmente.

“A grande maioria não poderá mais voltar, são vários bairros destruídos, ruas destruídas. Muitas casas não poderão mais ser reconstruídas nesses locais. Precisamos de áreas desapropriadas para reconstruir, temos toda a reconstrução”, acrescentou o prefeito.

O chefe do Executivo participu, nesta semana, de uma reunião com o governador e outros prefeitos de cidades atingidas pelas chuvas, onde mostrou preocupação com a alta temporada no município, que ocorre no inverno, uma vez que o Aeroporto Salgado Filho segue alagado e não tem prazo para a reabertura, e solicitou mais voos por Caxias do Sul, para garantir a retomada no fluxo de turistas.  Uma outra preocupação do Executivo é com a aquisição de materiais de contenção de encostas de morros, para onde foi solicitada ajuda do Governo do Estado com recursos.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp