Corpo de Bombeiros começa distribuição de 10 mil pulseiras para identificação de crianças nas praias gaúchas

Somente na Operação Verão da temporada passada, foram 867 registros de crianças em situação de risco ou perdidas.

Publicado por
15:36 - 06/01/2024

Compartilhar:

Facebook Twitter Whatsapp
Corpo de Bombeiros começa distribuição de 10 mil pulseiras para identificação de crianças nas praias gaúchas

Foto: Elias Ramos/ Divulgação

Nesta sexta-feira (05), o primeiro lote com dez mil pulseiras de identificação para as crianças que estiverem nas praias gaúchas foi entregue para o Corpo de Bombeiros Militar (CBM) realizar o processo de distribuição. O ato ocorreu em Tramandaí e faz parte da ação da Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH) na Operação Verão 2023-2024, intitulada Criança Segura. Ao todo, a pasta disponibilizará 50 mil unidades. As entregas serão realizadas em diferentes lotes durante a temporada.

Após o recebimento dos itens, o CBM já começou o abastecimento das guaritas com as pulseiras, e os guarda-vidas ficarão responsáveis pelo repasse entre os interessados. A iniciativa tem o objetivo de reduzir os casos de crianças perdidas na beira das praias. Somente na Operação Verão de 2022-2023, foram 867 registros de crianças em situação de risco ou perdidas.

Além da distribuição, os guarda-vidas farão o registro dos dados de cada criança e dos responsáveis que solicitarem a pulseira. As informações serão colocadas em uma planilha para facilitar o processo de localização dos responsáveis.

Como ter acesso à pulseira

Para ter acesso às pulseiras, as famílias deverão fazer a solicitação com um guarda-vidas. Ele fará o registro dos dados da criança e dos seus responsáveis e disponibilizará o item.

Dicas para proteger às crianças na praia:

  • utilize as pulseiras de identificação;
  • não deixe as crianças sozinhas na praia;
  • combine um ponto de referência com elas, como o posto de salvamento;
  • ensine as crianças a bater palmas caso não visualizem os responsáveis;
  • coloque roupas chamativas para identificá-las mais facilmente;
  • em caso de desaparecimento, procure os órgãos oficiais de segurança.

Compartilhe nas suas redes

Facebook Twitter Whatsapp